LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Menos cana e mais soja 24 Agosto 2022

É devido à seca mas também à área dedicada à plantação da cana-sacarina que foi reduzida para ceder terreno à soja, cujo cultivo rende mais ao agricultor. Estes dois fatores levaram o governo brasileiro a anunciar esta sexta-feira que diminuiu a projeção anual da safra da cana de 539 milhões de toneladas em abril para apenas 512 m.t em agosto para a região centro-sul.

Brasil: Menos cana e mais soja

Segundo os dados da brasileira Conab-Companhia Nacional de Abastecimento — citados em fontes nacionais e internacionais —, a atual seca é a mais extrema em 90 anos e o volume da safra iguala a de 2011 na região centro-sul.

A redução da área de plantio teve uma redução de 3,2%, equivalente à perda de 240 mil hectares só na região centro-sul, indica a Conab.

Etapa da cana em Cabo Verde

Estudos económicos, como o do historiador António Carreira, indicam que os primeiros socos de cana idos para o Brasil tinham saído de Cabo Verde. A ilha-maior era o "laboratório" onde eram testados os primeiros espécimes da fauna e flora que iriam ser aclimatados em outras paragens.

A produção de açúcar veio a suplantar a da primeira fonte brasileira de riqueza para os portugueses que foi a extração do pau-brasil, madeira muito apreciada nos mercados da Europa.

A assinalar a importância da primeira exploração económica baseada na madeira — vermelha como a brasa —aí está o nome do território americano que começou por ser batizado Terra de Vera Cruz. Essa primeira referência a Vera (verdadeira) Cruz decorreu da analogia com a Cruz de Cristo das bandeiras portuguesas da frota de 1500.

Fontes: Conab.gov.br/

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project