LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Pastor com mansão penhorada pelo fisco pede R$10 milhões aos fiéis até fim do mês 18 Fevereiro 2023

As dívidas ao fisco levaram à penhora dos bens do líder da IMPD-Igreja Mundial do Poder de Deus, entre eles a mansão da foto na costa norte paulista. O pastor Valdemiro Santiago (foto ao alto), desde 1998 dissidente da IURD, de novo lançou um pedido de ajuda aos fiéis da IMPD: durante a última pregação, domingo, pediu doações para totalizar R$ 10 milhões (200 mil contos) até ao fim deste mês.

Brasil: Pastor com mansão penhorada pelo fisco pede R$10 milhões aos fiéis até fim do mês

Valdemiro afirmou que o dinheiro arrecadado será usado para o pagamento de funcionários que estão em greve. Durante a explicação, o líder religioso deixou críticas ao presidente Lula da Silva e aos trabalhadores em greve: "É coisa de quem não gosta de trabalhar".

Há dois anos o líder da IMPD-Igreja Mundial do Poder de Deus já tinha feito um apelo monetário a um milhão dos seus "nove milhões de fiéis em 150 países". Nesse caso alegou que devido à pandemia de Covid-19 a IMPD a arrecadação de receitas estava "zerada" e deixara de cumprir "compromissos com fornecedores, aluguel de espaços..."

Mas segundo o jornalismo de investigação no Brasil, "as pendências fiscais têm sido constantes na vida das poderosas igrejas evangélicas brasileiras". Uma situação que as teria levado a apoiar Bolsonaro com a promessa de solução para o sufoco através de legislação favorável (https://veja.abril.com.br/brasil/a-divida-milionaria-das-igrejas-evangelicas-com-a-receita-federal).

Um dissenso, uma nova igreja

O evangélico e televangelista brasileiro Valdemiro Santiago de Oliveira, hoje com 58 anos, fundou a IMPD-Igreja Mundial do Poder de Deus em 1998, poucos dias depois de "ser desligado do quadro de pastores da IURD-Igreja Universal do Reino de Deus, após problemas com a liderança".

Ainda adolescente, aos 16-17 anos, Valdemiro integrou a igreja neo-evangélica, onde — segundo biografias online — atuou como pastor e/ou bispo entre 1980 e 1998.

Numa entrevista online, no You Tube, dá conta de vários atentados. "O mais recente foi o do Braz, em que fazemos imposição de mãos. São 50 mil pessoas". Um drogado veio com um facão debaixo do casacão", conta ele sobre a facada no pescoço. Foi suturado com 25 pontos.

"Estavam seguranças da igreja, policiais tanto que ele foi pego logo".
O mais grave dos atentados "foi em 1996, em África". Sabotaram o barco, " foi programado para afundar", sofreu um naufrágio. "Duas pessoas morreram".
"E aqui, noticiaram a minha morte. Nadei das nove da manhã até meia-noite".

Por fim, o líder da IMPD revelou que o atentado foi motivado por "antipatia para com o cristianismo por parte de um grupo em Moçambique — mas nada tem que ver com o povo, que é uma simpatia".

Cisões de evangélicos... a(de)pa)rentes. A saída de um líder evangélico e televangelista da IURD-Igreja Universal do Reino de Deus tem muitas vezes conduzido à fundação de uma nova igreja.

A IURD de Edir Macedo tem como antecedentes imediatos duas dissensões. A primeira foi em 1975: o desentendimento de RR Soares com o missionário da Igreja Pentecostal Nova Vida resultou na saída de Soares. Pouco depois fundava, com mais quatro, o Ministério da Cruzada para o Caminho Eterno.

Dois anos depois, nova cisão e RR Soares agrega o cunhado ao seu novo projeto, a IURD. Três anos depois da fundação em 1977 pelos cunhados RR Soares, presidente, e Edir Macedo, vice-presidente, desentendimentos entre os dois ditaram a saída de RR Soares, que no dia seguinte a desligar-se da IURD criou, em 9 de junho de 1980, a IIGD-Igreja Internacional da Graça de Deus.

A IMPD-Igreja Mundial do Poder de Deus nasce em 1998, após mais uma cisão no seio da IURD. Muitas das ações da Justiça contra a IMPD têm começado com denúncias da IURD, pela voz da "bispa" Christiane Cardoso, uma das duas filhas do bispo Macedo.

Igreja Mundial acusada de usar religião para obter vantagem"

Tal como a IURD, a IMPD-Igreja Mundial do Poder de Deus tem, ao longo dos seus mais de vinte anos, enfrentado algumas ações na justiça.

Uma ação judicial contra o pastor tem na base um vídeo, no You Tube desde maio de 2020, em que o evangélico afirma que a cura da Covid-19 pode ser obtida através de uma semente de feijão e pede dinheiro aos fiéis para poder proporcionar a planta a todos. No entanto, um irmão mais novo, Vanderley Santiago fotografado com o pastor em diversas ocasiões, faleceu em 2021 de Covid-19.

O Ministério Público Federal pediu à Justiça de São Paulo uma investigação por "estelionato". Segundo o procurador-geral Wellington Saraiva, "o pastor Valdemiro Santiago de Oliveira, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, usa influência religiosa para obter vantagem pessoal (ou em benefício da igreja), induzindo vítimas em erro, pois não há evidência conhecida de cura da Covid-19".

O mesmo PGR renovou o pedido para o Ministério da Saúde se pronunciar em 2021. Até este momento "o vídeo continua online, sem reação das entidades pertinentes".

Fontes: Globo/Veja/Estado de São Paulo/Record TV/UOL... Relacionado: Covid-19 no Brasil: Pastor pede 7 reais a 1 milhão de fiéis para salvar igreja dissidente IURD, 08.jun.020.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project