LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Quem está em Davos –Bolsonaro desiste para evitar protestos 22 Janeiro 2020

O presidente Bolsonaro afinal não vai ao WEF-Fórum Económico Mundial em Davos Suiça, entre o dia 21 e 24, porque teme ser alvo de protestos pelo apoio a Trump. Quem está em Davos a representar o Brasil é o ministro da Economia, Paulo Guedes. A sua agenda no fórum económico deste ano inclui duas dezenas de encontros já confirmados com executivos de multinacionais.

Brasil: Quem está em Davos –Bolsonaro desiste para evitar protestos

Há um ano o presidente Bolsonaro, no cargo desde o dia 1, foi a Davos e fez um discurso muito escrutinado. Em especial pela brevidade, seis minutos em vez dos trinta a que tinha direito, que para uns "indica o vazio de ideias" do mais que polémico presidente. Para outros, ele disse tudo o que tinha a dizer em seis minutos.

Agora a ausência do presidente do Brasil em Davos é vista como uma vitória para os seus prováveis adversários em 2022, Luciano Huck e o governador de São Paulo, João Doria, dizem os media de referência.

Doria vai anunciar, em Davos, a criação da unidade do Centro para a 4ª Revolução Industrial, em São Paulo. A cidade a sul irá em maio ser o anfitrião do primeiro fórum económico mundial na América Latina.

A ausência de Bolsonaro na abertura pode não ser defintiva. Ficou em aberto a possibilidade de ter ainda o presidente do Brasil a rumar a Davos, se estiver garantida uma sua presença tranquila, ou seja sem manifestantes a protestar pelo apoio do presidente brasileiro ao seu homólogo dos Estados Unidos, em todas as frentes, em especial na mais recente, a do ataque ao general Soleimani e que já provocou um agravamento da tensão na região do Médio-Oriente.

Fontes: Huffington Post/BBC/Reuters/ Folha de São Paulo/ Globo/El Pais/Gazeta do Povo, Foto: Bolsonaro e Paulo Guedes.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project