LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil/"Um dia especial". Lula anuncia candidatura à presidência do Brasil 07 Maio 2022

Recebido com palmas e ovações, Lula destacou que “governar deve ser, sobretudo, um ato de amor” e que a “principal virtude que um governante deve ter é estar em sintonia com a população”.

Brasil/

É oficial: Luiz Inácio Lula da Silva é candidato à presidência da República do Brasil. A candidatura foi oficializada este sábado, dia 7 de maio, durante uma iniciativa do Partido dos Trabalhadores (PT), em São Paulo.

“Hoje é um dia especial. Saio daqui com a expectativa de que ainda vamos comer chuchu com Lula. Esse será o prato da moda em 2022 no Palácio do Planalto a partir das eleições. É um momento muito especial na minha vida por contar com vocês, por ter conseguido juntar todas as forças políticas progressivas em torno de uma campanha. Especial porque todos temos o interesse político de resolver o drama que o Brasil está a viver”, começou, segundo a Lusa, por afirmar o político no evento, que contou com a presença de cerca de quatro mil pessoas.

Recebido com palmas e ovações, Lula destacou que “governar deve ser, sobretudo, um ato de amor” e que a “principal virtude que um governante deve ter é estar em sintonia com a sintonia com a população”.

O ex-presidente, que governou o Brasil entre 2003 e 2010, é o principal favorito a vencer as eleições de outubro, ficando à frente do atual mandatário, Jair Bolsonaro, a quem lançou farpas no discurso e acusou de “destruir o Estado brasileiro”.

“Em 2003, quando tomei posse, eu disse que, ao final do meu mandato, todos os brasileiros tivessem a possibilidade de comer café da manhã, almoço e jantar, eu teria vencido. Tudo o que fizemos e o povo brasileiro conquistou está sendo destruído por esse governo”, atirou.

Segundo ainda a Lusa, o político frisou ainda a necessidade de “investir em saneamento básico” e “cuidar do meio ambiente”, que “é, antes de tudo, cuidar das pessoas”. “A transição para um novo modelo de desenvolvimento sustentável é um desafio planetário. Também nesse sentido, temos muito a aprender com os povos indígenas, guardiões do meio ambiente. Defender a nossa soberania é defender as terras dos povos indígenas, que estão vendo seus territórios invadidos ilegalmente", destacou.

Sublinhe-se que Lula da Silva governou o Brasil entre 2003 e 2010, deixou o comando do país como o Presidente mais popular desde a redemocratização com mais de 80% de aprovação, mas viu sua trajetória política sofrer um grande revés a partir de 2013 quando o Governo de sua indicada política, a ex-presidente Dilma Rousseff, começou a ser contestado pela opinião pública e manifestações de rua.

Em 2016, o ex-presidente passou a ser acusado pelos promotores que participaram da operação Lava Jato como suposto líder de uma alegada organização criminosa que teria atuado em esquemas de corrupção na Petrobras e outras empresas e órgão públicos do país.

Lula da Silva foi condenado por corrupção em 2017 pelo então juiz Sérgio Moro, num processo da Lava Jato, em que foi considerado culpado de receber um apartamento de luxo como suborno pelo qual passou 580 dias preso, tendo sido libertado em 2019 após o Supremo Tribunal Federal (STF) considerar que foi julgado por um juiz suspeito e parcial, posição reiterada na semana passada pelo Comité de Direitos Humanos da ONU, refere a Lusa. Foto:Getty Images

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project