LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Grito de alerta no Brasil: Fascista Bilsonaro ameaça «fuzilar» petistas 06 Setembro 2018

Em campanha na capital Rio Branco (AC), o candidato da extrema-direita, Jair Bolsonaro, usa um objeto no palco e simula uma metralhadora para, segundo ele, "fuzilar a petralhada aqui do Acre". Sem qualquer pudor, o deputado também manda "essa turma" para a Venezuela, onde vai comer apenas "capim", já que "nem mortadela" tem. Se o fascismo chegar ao poder no Brasil, um dos principais responsáveis será o ministro Luís Roberto Barroso, que fez o que a Globo mandou e afrontou o Comité de Direitos Humanos da ONU, ao propor a cassação dos direitos políticos de Lula, que vem sendo mantido como preso político para não vencer essas eleições presidenciais.

Grito de alerta no Brasil: Fascista Bilsonaro ameaça «fuzilar» petistas

Segundo deununciou a TV 247, o candidato da extrema-direita à presidência, Jair Bolsonaro (PSL), deu mais uma demonstração de ódio neste sábado 1º, durante campanha na capital do Acre, Rio Branco, onde simulou "fuzilar" a "petralhada" do Estado.

Para isso, Bolsonaro usa um objeto no palco para fingir de metralhadora. Sem qualquer pudor, o deputado diz ainda que vai mandar "essa turma" para a Venezuela, "já que eles gostam tanto", onde vai comer apenas "capim", pois lá "nem mortadela" tem.

Segundo a mesma fonte, no final da semana, um simpatizante de Bolsonaro, armado, ameaçou uma colaboradora da campanha de Guilherme Boulos (PSOL) em um comité na capital paulista. A campanha repudiou o ato de "grave agressão", que "expressa o clima de intolerância política estimulado pelo próprio Jair Bolsonaro, incentivando o uso de armas e a violência".

Em seu discurso no Acre, Bolsonaro disse ainda que, se eleito, a família será respeitada. "A família vai ser respeitada. Aqui tem macho e fêmea e não vamos admitir que nossas crianças continuem sendo pervertidas em programas de governo. Respeito a opção de qualquer um, vai ser feliz, mas não vamos brincar com nossas crianças", refere a TV 247.

Conclui a mesma estação televisiva que, se o fascismo chegar ao poder no Brasil, um dos principais responsáveis será o ministro Luís Roberto Barroso, que fez o que a Globo mandou, na sessão de sexta-feira no TSE, quando votou contra a candidatura do ex-presidente Lula à presidência, ignorando determinação do Comité de Direitos Humanos da ONU. Fica este grito alerta contra o extrema de direita no Brasil que tem, na óptica das forças progressista da Esquerda Democrática, a rede Globo como seu principal veiculo de transmissão.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project