LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasileiros mortos a combater pela Ucrânia: André pai de 7, António e Thalita — Modelo ameaçada fugiu 07 Julho 2022

O Ministério dos Negócios Estrangeiros confirmou, esta quarta-feira 6, que António Búrigo, de 40 anos, e Thalita do Valle, de 39, morreram na sexta-feira 1 num bombardeamento em Kharkiv. Há um mês André Luís Hack Bahi, de 44 anos, pai de sete filhos, foi o primeiro brasileiro morto na guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

Brasileiros  mortos  a combater pela Ucrânia: André pai de 7, António e Thalita — Modelo ameaçada fugiu

António Búrigo de 40 anos e Thalita do Valle de 39 morreram na sexta-feira 1 num bombardeamento em Kharkiv.

Segundo a Globo, André Luís Hack Bahi — que desde 2017 combatia na Légion Étrangère nas missões Barkhane — em 27 de fevereiro integrou a Legião Internacional de Defesa Territorial da Ucrânia.

Segundo o currículo de André Luís — casado em 2019 com uma bombeira cearense, com quem teve uma filha, a última dos seus sete filhos — ele "prestou serviço no Exército" do Brasil. Também trabalhou como socorrista em Porto Alegre, a sua cidade natal.

Modelo e influencer Liziane Gutierrez fugiu ameaçada de morte

A Liziane, de 35 anos, faz parte de um "grupo de voluntários brasileiros que estão desde março na Ucrânia, em resposta aos apelos do presidente Zelensky", segundo as publicações da modelo e influencer nas suas contas dos social-media.

Segundo ela expressou nas redes sociais, entrou no país "para ajudar a população ucraniana na fronteira com a Polónia, especialmente os refugiados". Mais recente, em junho, "avisou" que os integrantes da ONG estão sob ameaça a precisar de escolta armada e até alguns teriam sido sequestrados. A informação foi retomada pela Globo.

Este fim de semana, em entrevista ao online Mirror.co.uk no domingo a modelo falou de ameaças de morte que recebeu no sábado. Não foi a primeira.

Já em junho relatara ao também britânico Daily Star que estava a ser ameaçada de morte por partidários do presidente Vladimir Putin, após posar em cima de um tanque russo (foto)destruído pelas forças da Ucrânia.

Mas a mais recente ameaça fê-la decidir sair da Ucrânia e não comunicou onde se encontra.

Legião de estrangeiros

Sob a liderança do presidente Volodymyr Zelensky, a Legião Internacional de Defesa Territorial da Ucrânia surgiu para defender a Ucrânia contra a invasão russa. A sua formação foi anunciada em comunicado do ministro dos Negócios Estrangeiros Dmytro Kuleba, em 27 de fevereiro.

Domingo de manhã, ao 4º dia da invasão russa, o apelo no Twitter era dirigido a todos: "Vamos inscrever-nos porque juntos derrotámos Hitler e derrotaremos Putin". Já em 2014, o governo em Kiev tinha envidado esforços para recrutar batalhões voluntários estrangeiros para o combate.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project