CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brava: Escassez de cimento condiciona obras na ilha – segundo os empreiteiros 16 Outubro 2023

Os empreiteiros da ilha Brava realçaram hoje que a falta de cimento tem condicionado as obras, reportando casos de despedimentos de chefes-de-família até à chegada de material.

Brava: Escassez de cimento condiciona obras na ilha – segundo os empreiteiros

Em declarações à imprensa, Idial Louro, empreiteiro, reclamou que a ilha está a receber pouca quantidade de cimento, o que não está a chegar para abastecer todas as pessoas do concelho, contudo, o mesmo sublinhou ainda que as obras ficam condicionadas e os trabalhadores sem trabalhar, pondo em causa o sustento das famílias.

Segundo este empreiteiro, normalmente são enviados sete a oito mil sacos de cimento, porém desta vez só foram enviados dois mil sacos e que, por conseguinte, somente as pessoas que tinham pago a mercadoria com antecedência conseguiram.

“Isto é um desrespeito com as pessoas da Brava, queremos saber se a culpa é da empresa Cimpor ou da empresa distribuidora da ilha, todavia, queríamos apelar à resolução deste problema o mais depressa possível, visto que, estamos com muitas obras em atraso”, apelou.

Idial Louro informou ainda que por falta de opção e para não atrasarem os trabalhos costumam comprar cimentos rotos que são vendidos na mesma empresa, mas com peso inferior ao de um saco que vem de fábrica.

“Nós não temos qualquer problema em comprar cimentos rotos, mas também exigimos que o peso tem que ser igualzinho aos sacos de fábrica que contém cinquenta quilos, pois costumam encher com dez ou quinze quilos a menos e somos nós que ficamos prejudicados”, sublinhou.

Daí, sugeriu que seria conveniente a empresa proceder ao peso do produto para não prejudicar a obra e nem os donos, uma vez que o cimento roto é de menor qualidade.

Da mesma forma, António Alves, um outro empreiteiro, corrobora da mesma opinião, considerando esta situação “muito complicada”, pois, além do preço, a escassez também prejudica e muito o sector, condicionando o trabalho dos empreiteiros que muitas vezes são obrigados a diminuir o número de trabalhadores.

Contactado pela Inforpress para esclarecer o motivo da escassez do cimento, a proprietária da empresa Dina Vicente que fornece cimentos na Brava, escusou-se a prestar declarações.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Sondagem

    La connexion au serveur mysql a �chou�, v�rifiez que le serveur MySQL fonctionne
    Ver todas as sondagens

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project