Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brava: Partidos do arco do poder disputam os dois deputados 16 Abril 2021

Os dois maiores partidos políticos (PAICV, MPD) concorrentes às legislativas do próximo Domingo, na Brava , dizem acreditar na vitória. Já a UCID reconhece que é difícil eleger um dos dois deputados, mas espera aumentar o número de votos em relação às eleições anteriores.

Brava: Partidos do arco do poder disputam os dois deputados

A candidatura do Partido Africano da Independência de Cabo Verde assegura que a “missão foi cumprida” e acredita numa vitória no domingo, justificando esta posição com base na sensibilidade sentida no terreno.

Ao fazer o balanço da campanha para este jornal, Clóvis Silva disse que a confiança é reforçada pelo carinho da população, pela imagem da líder do PAICV, Janira Hopffer Almada. Realçou que pelo seu desempenho no parlamento em relação às questões que preocupam a ilha, espera que esse carisma vai reflectir na urnas no dia 18 de Abril.

Para o PAICV, a situação da ilha não é boa, não como consequência da pandemia e da seca, mas da má governação e das políticas erradas implementadas pelo governo do Movimento para a Democracia (MpD).

Clóvis Silva apelou aos eleitores a serem conscientes e cidadãos atentos, votando na candidatura do PAICV que é o único partido que investiu na Brava qualitativamente e quantitativamente.

Hoje a candidatura do PAICV encerrou a campanha eleitoral em Baleia e Nossa Senhora do Monte, que culminou na cidade de Nova Sintra.

Por sua vez, a candidatura do Movimento para Democracia (MpD) espera obter no domingo “uma grande vitória” como fruto do trabalho feito pelo governo nos últimos cinco anos, mas também pela confiança no MpD demonstrada pela população em todas as localidades visitadas.

Fernanda Burgo afirma que está a contar «com uma grande vitória», salientando que a ilha foi discriminada positivamente pelo governo de MpD e que levou a a Brava um patamar de desenvolvimento diferente do que encontrou em 2016.

Por esta e outras razões, Fernanda Burgo apelou aos eleitores, independentemente do partido político a que pertencem, a votarem no MpD, por ser um “partido de confiança” e que está a trabalhar para o desenvolvimento de Cabo Verde e que não discrimina a Brava.

Hoje a candidatura do MpD encerrou a campanha eleitoral com uma volta à ilha, que terminou com um minicomício na localidade de Furna.

Igualmente a candidatura da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) que vem apelando ao s eleitores para voto consciente para acabar com a bipolarização politica no país, fez o balanço positivo da campanha, esperando que no domingo a sua mensagem seja traduzida em votos nas urnas.

O cabeça-de-lista, Nelson Gomes, espera assim conseguir um maior número de votos em relação às últimas eleições. Reconheceu que é difícil eleger um deputado na ilha, sublinhando que aumentar o número de votos em relação às últimas legislativas é para a UCID muito satisfatório.

O candidato da UCID apelou a quem está cansado da governação do MpD e do PAICV, “marcadas por falsas promessas”, a escolherem a UCID e dar um basta à bipolarização. Advertiu a todos aqueles que estão a sentir na pele os problemas de transportes, saúde, emprego e de falta de água, no dia 18 é o único dia para decidir se quer continuar mais cinco anos a sofrer com tais problemas.

Hoje a candidatura da UCID centralizou a sua ação com o encerramento da campanha na cidade de Nova Sintra e arredores.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project