LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Busca fama: Gaba-se em direto de ter violado colega 27 Fevereiro 2021

Mais de seiscentas pessoas no Instagram assistiram em direto à ’confissão’ por um indivíduo que se gaba de ter "violado uma rapariga" e que depois a abandonou até "chegar o INEM". Um dos que assistiram ao direto chamou a polícia. O MP de Portugal anunciou, na manhã de quinta-feira, 25, que está a investigar o caso.

Busca fama: Gaba-se em direto de ter violado colega

A Polícia da cidade foi acionada na tarde de terça-feira e de imediato identificou o indivíduo: tem 19 anos e está institucionalizado desde 2010 num centro para delinquentes juvenis em Viseu, no interior norte de Portugal.

O Ministério Público comunicou na quinta-feira ter iniciado os trâmites para a investigação.

Chama a polícia

Um utente, designado como humorista, foi quem chamou a polícia. Com sotaque nortenho, o denunciante descreve de rosto descoberto na internet que foi alertado por amigos sobre a alegada confissão em direto.

O "humorista" decidiu entrar na rede: «Entrei. Falei com ele: "O que foi que disseste?"» O outro voltou a repetir o que disse na live (no direto).

O "humorista" narra o que sentiu: «Tive vontade de o insultar, chamar-lhe todos os nomes... Felizmente que não o fiz. Resolvi falar com ele».

O "humorista" começou a conversar, sobre a gravidade do que acabara de ouvir. Foi então que o "violador" recuou: «Não fiz nada».

«Há minutos disseste que sim», disse o "humorista", ao que o "violador" replicou: «Mas a verdade é que não fiz nada»".

«Há minutos disseste que sim e agora dizes que não?», questionou-o o "humorista".

A conversa acabou logo, como o "violador" a rematar: «A verdade é que não fiz nada».

O "humorista" decidiu contactar a Polícia Judiciária do Porto, que por seu turno pediu à PSP-Polícia de Segurança Pública em Viseu para ouvir o suspeito. Já na tarde do mesmo dia, terça-feira, a PSP comunicou que encaminhara os dados obtidos ao Ministério Público.

Nesse meio tempo, a vítima — que se depreende ser pessoa conhecida do "violador" — contactou o "humorista" e autorizou-o a entregar os seus dados à PJ.

Segundo o diário Jornal de Notícias, o Ministério Público comunicou, na quinta-feira de manhã, que obtidos os primeiros indícios de crime o processo de averiguação tinha arrancado.

Violador ou "violador" vai ter de responder na Justiça

Entretanto, na tarde de terça-feira, a PSP avançou a hipótese de que não ocorrera nenhuma violação e que o indivíduo de 19 anos, fantasiara sobre o "caso" ou "criou a história" para "virar famoso".

Escolheu a pior forma para ficar conhecido? Se quis a fama, ela chegou-lhe da pior forma possível. Violador ou "violador" vai ter de responder na Justiça.

Viralizou

Antes de ter chegado à comunicação social, a "confissão do violador" via Instagram viralizou, o que na gíria quer dizer que constituiu um fenómeno de popularidade nas redes sociais.

Utentes de social media, muito juvenis alguns deles, expressaram-se primeiro entre si e depois junto de pessoas mais adultas acerca deste tema perturbante. Cabo Verde não é exceção. A responsabilidade de cada um torna-se cada vez mais urgente.
— -

Fontes: JN.pt/Rede social referida. Foto (captura de ecrã): O "violador" — sobre quem a polícia portuguesa investiga se não passa de "um desequilibrado em busca da fama".

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project