CULINÁRIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

COMO ARRANJAR ALIMENTOS 16 Novembro 2009

Aproveitar os nutrientes dos alimentos da melhor maneira possível é uma tarefa que começa na hora da compra e culmina na cozinha da sua casa. Esta semana, damos algumas dicas de como arranjar o que comemos, às vezes pouco conhecidas.

COMO ARRANJAR ALIMENTOS

Escolher e cozinhar POLVO

Opte por comprar os moluscos mais jovens e mais pequenos, pois tornam-se mais macios;

O polvo, antes de ser cozinhado, deve ser batido para que fique mais tenro;

Coloque-o no congelador, durante 24 horas, pelo menos. Deste modo, as fibras irão romper, quando o congelador, o que permitirá que fique mais saboroso e tenrinho;

Coza-o na panela de pressão, para economizar tempo, a cozedura é de 15 a 20 minutos;

O polvo fica mais saboroso se o cozer em duas porções iguais de água e vinho tinto;

Não coloque sal na água, tempere-o apenas depois de cozido.

Arranjar e conservar PRESUNTO

Se as fatias de presunto estiverem secas, mergulhe-as em leite, durante cerca de trinta minutos. Enxugue-as em papel absorvente antes de servi-las;

Para conservar o presunto intercale as fatias em papel vegetal e, depois, enrole-as em papel de alumínio, para expulsar o ar.

Comprar e guardar ALFACE

No momento que vai comprar alface, deve escolher aquelas que se encontrem bem frescas, de folhas viçosas, sem manchas castanhas e com um pé branquinho, pois, se estiver acastanhado, significa que já foi colhido há muitos dias e já perdeu o seu aroma e parte do valor nutricional. Em casa, coloque-a dentro de um saco de plástico próprio ou embrulhe-a em película aderente e conserve-o na gaveta de legumes do frigorífico, durante dois dias, no máximo.

Quer a utilize em saladas ou em outros pratos, deverá arranjá-la muito bem, de modo a não criar surpresas desagradáveis na hora da refeição. Antes de mais, retire-lhe as folhas exteriores e deite-as fora, pois é nelas que os nitratos têm tendência a concentrar-se. De seguida, remova-lhe o pé e separe as folhas. Lave-as delicadamente, em água fria corrente, de modo a remover os resíduos de terra e deixe escorrer ou, se preferir, seque com papel absorvente. Depois , é só cozinhá-la ou aplicá-la em saladas, evitando no máximo, cortá-la com uma faca, para não oxidar.

Tome nota: Se a alface estiver murcha, coloque-a de molho e acrescente-lhe algumas gotas de limão ou de vinagre. Seguidamente, seque as folhas com um pano de cozinha limpo, ou papel absorvente, tendo o cuidado de não ferir as folhas. Disponha-as num saco de plástico e guarde no frigorífico, por cerca de 30 minutos, ou o tempo suficiente para as folhas ficarem rijinhas.

Escolher e manter AZEITONAS

No acto de compra verifique se estas se encontram bem imersas no liquido de conservação e se não estão ressequidas;

Conservam-se no frigorifico dentro de um recipiente fechado.

LIMÃO muito sumarento:

Para extrair o máximo de sumo de um limão, coloque-o inteiro no micro-ondas e aqueça-o, durante cinco ou seis segundos. Esprema-o e verifique como obtém muito mais sumo.

PEPINO mais saboroso:

Uma forma rápida de retirar o sabor amargo, característico de pepino, é mergulhá-lo sem casca, num prato com leite e um pouco de açúcar. Depois, corte em rodelas tempere a gosto e utilize.

AMEIXAS:

para descascar, mergulhe-as uma a uma em água quente e dê-hes um golpe em cruz, no sentido oposto ao do caule, retirando a pele imediatamente a seguir, puxando a pele a partir do centro da cruz, com a ajuda de uma faca pequena.

TOMATES:

Há duas formas de descascar facilmente os tomates, sem que estes se desfaçam e sem desperdiçar a sua polpa: quer seja no micro-ondas, que no fogão tradicional, coloque água num recipiente deite lá para dentro os tomates (no caso do fogão, deve deixar ferver a água antes de colocar lá dentro os tomates). Aqueça na potência máxima durante 1 minuto ou até que as peles se soltem. Passe-os imediatamente por água fria, escorra e retire assim facilmente as peles.

CENOURAS:

Lave as cenouras (caso estejam muito sujas, lave com o auxílio de uma escova); corte as duas extremidades de cada cenoura (é lá que se concentram os químicos e pesticidas) e, com o auxílio de uma faca de cozinha pequena e afiada, vá raspando a cenoura, até eliminar toda a pele (NUNCA corte a pele de uma cenoura como corta, por exemplo, frutas, pois irá desperdiçar boa parte da cenoura). Já existem à venda no mercado práticos descascadores de legumes (manuais e eléctricos); lave novamente as cenouras, para eliminar quaisquer resquícios de sujidade.

BERINGELAS:


Descasque as beringelas cortando primeiro o caule e folhas e puxando a pele no sentido do comprimento. Utilize única e exclusivamente facas em aço inoxidável, caso contrário a tendência já acentuada para oxidar será potenciada.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project