ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

CPLP promove debate sobre desafios e oportunidades em língua portuguesa 10 Maio 2022

O Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) promove hoje, em Lisboa, uma mesa redonda sobre a “Promoção da igualdade de género para o desenvolvimento sustentável – desafios e oportunidades em língua portuguesa”.

CPLP promove debate sobre desafios e oportunidades em língua portuguesa

A mesa redonda é organizada no âmbito das celebrações do Dia Mundial da Língua Portuguesa, que foi assinalado a 05 de Maio, sob o lema “Cultura, Língua, Economia, Ciência e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável”, data em que simultaneamente se celebra o “Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP”.

O objectivo é, conforme o Secretariado Executivo da CPLP, é fazer um debate em língua portuguesa sobre o empoderamento da mulher e igualdade de género na CPLP, no contexto da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável, e sua contribuição para a recuperação pós-covid-19.

À Inforpress, em Lisboa, o secretário executivo da CPLP, Zacarias da Costa, considerou que o Dia Mundial da Língua Portuguesa representa um momento de celebração colectiva do idioma comum e, como habitualmente acontece, várias instituições dos Estados-membros, os Observadores Associados, os Observadores Consultivos e outros parceiros sinalizam esta data um pouco por todo o mundo.

“A língua portuguesa tem, para todos os que a falam, um valor intrínseco identitário e revela-se como instrumento de acesso ao saber, ao conhecimento e à formação científica e tecnológica por parte dos nossos cidadãos. É um veículo para a partilha das múltiplas visões do mundo e formas de estar que coabitam no universo da CPLP”, sublinhou.

Segundo o mesmo, todos os anos, o Secretariado Executivo comemora a data com uma sessão solene na sede, sendo que, este ano, sob a égide da presidência rotativa de Angola, realiza-se, adicionalmente, a III edição da Capital da Cultura da CPLP, subordinada ao tema “Cultura, Língua, Economia e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável”.

“Trata-se de um espaço de exaltação da diversidade cultural dos nossos povos, e do multiculturalismo presente na nossa Comunidade. É também um espaço para a promoção de integração e enriquecimento mútuo a partir de trocas culturais, e representa uma oportunidade para a circulação de agentes, bens e serviços culturais com origem em todos os Estados-membros”, frisou.

Para Zacarias da Costa, a proclamação, pela Unesco, da data de 05 de Maio como o Dia Mundial da Língua Portuguesa é uma conquista de todos os povos e dos nossos Estados-membros, sendo indicativa da importância actual e futura do nosso idioma comum.

A sessão de abertura da mesa redonda sobre a “Promoção da igualdade de género para o desenvolvimento sustentável – desafios e oportunidades em língua portuguesa”, prevista para às 14:45, contará com intervenções do secretário executivo da CPLP e do representante permanente de Angola junto da CPLP, enquanto presidência em exercício da CPLP, embaixador Oliveira Encoge.

A mesa redonda terá a moderação da jornalista cabo-verdiana Rosana Almeida, contando com a participação da gestora de Programas da Organização Internacional do Trabalho (OIT) Lisboa, Albertina Jordão que vai falar sobre “As convenções da OIT sobre a Protecção da maternidade e sobre a eliminação da violência e do assédio no mundo do trabalho”.

A directora executiva adjunta do Centro Norte-Sul do Conselho da Europa, Rocio Cervera, vai abordar o tema “Pela igualdade e diversidade, contra a violência de género – O acesso igualitário à justiça e à liderança” e a directora do Escritório de Lisboa da Organização dos Estados Iberoamericanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI), Ana Paula Laborinho, apresentará uma reflexão sobre “A importância da igualdade de género no restabelecimento e recuperação de situações de emergência como o covid-19 – Mulheres e meninas como agentes de transformação social”.

A representante adjunta da ONU Mulheres Brasília, Ana Carolina Querino, fará uma alocução sobre a “Promoção da igualdade de género no alcance dos Objectivos da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável”, no evento que será encerrado com um momento cultural, com declamação de poesia, por Miguel Sermão, e a inauguração de uma exposição com obras de pintura e escultura de artistas angolanos, em parceria com a Casa de Angola de Lisboa.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project