CVMA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

CVMA 2022:Gala marcada por emoções surpresas com vários premiados, homenagem a Antero Simas e blackout de energia 02 Outubro 2022

A XI Gala da Cabo Verde Music Awards (CVMA), que decorreu na noite de sábado e perdurou até por volta das 3 horas de madrugada de hoje, ficou marcada pela homenagem com a atribuição do Prémio Carreira Cesária Évora ao artista falecido este ano, Antero Simas, e a vitória da música popular do ano "Primavera" de Dynamo, além da atista Nancy Vieira que conquistou a melhor morna do ano com a composição “Sabu”, cuja letra é da autoria do atual Presidente da República, José Maria Neves. O destaque vai também para Edwin Vibez que se sagrou como o artista revelação do ano e atuações de C4Pedro e Mohombi que levaram o público ao rubro. A noite também ficou marcada com um corte inesperado de energia durante cerca de 50 minutos, nunca ocorrido nas edições anteriores do certame.

CVMA 2022:Gala marcada por emoções surpresas com vários premiados, homenagem a Antero Simas e blackout de energia

Conforme o Asemanonline acampanhou no local, Jossylin foi quem abriu o palco das atenções, no qual pisaram também Ceuzany, Big Rasta, Indira Rocha, Joana Alegre, June Freedom, James dos Reis, Nancy Vieira, Diva Barros, Neusa e Mário Marta.

O segundo momento alto do evento aconteceu por volta das 22 horas quando se iniciou a entrega de prémios aos artistas vencedores nas várias categorias.

A outra fase relevante do certame foi a de homenagem com a entrega do Prémio Carreira Cesária Évora ao filho "Kaunda" de Antero Simas, que contou com a presença no palco do Presidente da República, José Maria Neves. Em forma também de homenagear o falecido artista, Mário Marta, Neusa de Pina, Diba Barros e Nancy vieira interpretaram a célebre morna"Doce guerra", uma das mais de 100 músicas de Antero Simas.

Mas as participações oficiais não ficaram por aí. O evento contou ainda com a presença do Primeiro Ministro Ulisses Correia e Silva, que falou sobretudo da importância que se atribui “ à nossa música” na promoção de Cabo Verde no mundo. Isto sem contar com a presença do Vice-Primeiro e Ministro e Ministro das Finanças Olavo Correia, do ministro das Comunidades Jorge Santos e de membros do corpo diplomático acreditado na Capital cabo-verdiana.

Um outro fato que marcou a XI edição de CVMA foi o blackout de energia registado durante cerca de 50 minutos. Os presentes e o público que assistia o evento a partir da live streaming não gostaram do inesperado apagão - ficaram em escuro durante cerca de uma hora até a reposição da energia.

Momentos altos e responsabilidade social

Paralelamente à entrega dos prémios, registou-se atuações de artistas cabo-verdianos e internacionais que fizeram mexer os presentes no local. Mas as que levaram mesmo o público ao rubro foram do cantor angolano C4Pedro com duas de suas músicas e do músico sueco-congolês Mohombi com quatro interpretações.

Já quanto à música popular do ano, o único que é votado pelo público, Dynamo o recebeu com emoção junto com a sua comitiva e não deixou de agradecer o público com "Primavera", música vencedora. De referir que esta música também venceu na categoria de melhor kizomba do ano.

Na categoria artista revelação, a emoção também não faltou, quando foi chamado ao palco o vencedor deste ano, Edwin Vibez.

O outro momento marcado por emoção ocorreu na entrega a June Freedom de dois prémios: ritmo internacional e melhor intérprete masculino, com a música "Andreia" do seu primeiro álbum. O jovem foguense contou que a pessoa, que deu nome à essa música, acabou por falecer vítima de câncer recentemente. A notícia comoveu a plateia.

De realçar que este ano os Cabo Verde Music Awards dedicaram o seu projeto de Responsabilidade Social a Prevenção e Combate a VBG e violência sexual, unindo ao Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) e ao Fundo das Nações Unidas para a População(FNUAP). Tudo numa ação de solidariedade e sensibilização do público em geral, envolvendo os artistas no combate à Violência Baseada no Gênero e crimes de violação sexual de menores. E nesse sentido Neusa de Pina foi atribuída o prémio Artista solidário, já que a mesma tem trabalho junto da sua organização nesta matéria.

No final do certame, a organização fez um balanço positivo desta XI Edição dos Cabo Verde Music Awards, agradecendo a todos os parceiros do projecto.

Recorde-se que os CVMA são reconhecidos pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas como o " Prémio Oficial da Música Cabo-verdiana e Evento de Interesse Manifestamente Cultural", tendo em conta o seu papel na dinamização do setor.

Lista dos premiados:

  • MELHOR PRODUTOR: Cláudio Ramos, “Primavera”
  • MELHOR BEATMAKER: Platini Beatz, “Ku Bo Te Fim”
  • MELHOR VIDEOCLIPE: Dieg, “Mununo”
  • ARTISTA REVELAÇÃO: Edwin Vibez
  • MELHOR FUNANA :Mário Marta, “Es Ka Ta Reia”
  • MELHOR COLADEIRA : Diva Barros, “Bo Mistêr”
  • MELHOR MÚSICA TRADICIONAL :Dino D’Santiago, “Voei de Mim”
  • MELHOR MORNA: Nancy Vieira, “Sabu”
  • MELHOR HIP HOP: Rapaz 100 Juiz feat Fattú Djakité, “Strada
  • MELHOR AFROBEATS/AFROHOUSE: YuranBeatz, “Na Mei”
  • MELHOR RITMO INTERNACIONAL : June Freedom, “Andréia”
  • MELHOR KIZOMBA: Dynamo, “Primavera”
  • ARTISTA SOLIDÁRIO : Neusa de Pina
  • MELHOR COLABORAÇÃO: William Araujo X Dynamo X Djodje, “Suleban”
  • MELHOR INTERPRETE FEMININA: Nenny, “Tequila”
  • MELHOR INTERPRETE MASCULINO: June Freedom, “Andréia”
  • MELHOR ÁLBUM DO ANO: Batchart, “Resiliente”
  • MÚSICA POPULAR DO ANO: Dynamo, “Primavera”
  • CARREIRA CESÁRIA ÉVORA: Antero Simas "Doce guerra"

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project