ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde: Evacuações médicas em maca em aviões da TICV aumentaram 28% em 2020 06 Fevereiro 2021

O número de pacientes deslocados entre as ilhas cabo-verdianas pela Transportadora Interilhas de Cabo Verde (TICV), no âmbito do protocolo para evacuações médicas envolvendo o Ministério da Saúde, ultrapassou em 2020, meio milhar, com os pacientes transportados em maca a aumentarem 28% face a 2019.

Cabo Verde: Evacuações médicas em maca em aviões da TICV aumentaram 28% em 2020

De acordo com um comunicado enviado ao Asemanaonline, os números da Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV) indicam que a companhia aérea efetuou 516 deslocações de pacientes entre ilhas durante o ano de 2020. “Desse total, 119 foram transportados em maca, mais 26 do que em 2019 (+28%) e uma parte significativa assegurada em voos especialmente realizados durante a suspensão das ligações domésticas que vigorou até 15 de Julho, devido à pandemia de Covid-19”, diz o documento.

“São indicadores históricos que demonstram o empenho da TICV e do nosso staff, em prestar um serviço, que é fundamental para a população cabo-verdiana e para com o país”, destaca o Diretor Geral da companhia aérea, Luís Quinta.

Apesar da importância destas operações, que registaram o pico em Janeiro de 2020, 62 no total, dos quais 11 em maca. Estas evacuações médicas também explicam parte dos atrasos da companhia, algo “bem compreendido e aceite” pelos passageiros.

“Em terra, as equipas da ASA, CV Handling, Bombeiros, Delegacias de Saúde, Instituto Nacional de Previdência Social e do próprio Ministério da Saúde e da Segurança Social têm um papel preponderante em todo este processo de evacuações médicas através dos aviões da TICV, que já garantiram 56 evacuações médicas em janeiro deste ano, nove das quais em maca”, lê-se na nota.

Ainda conforme destaca Luís Quinta, é um grande esforço conjunto que todos os dias é feito para que esta assistência não falhe, integrada com o serviço regular de passageiros. “Entretanto, os números demonstram que tem sido possível, prestado com “rapidez e sempre em segurança, seguindo todos os protocolos e as instruções acordadas, apesar das dificuldades, que se conhece, de um país arquipelágico como é Cabo Verde”.

Sabe-se, contudo, que a TICV assegurou em 2018 um total de 578 evacuações médicas, número que subiu para 675 em 2019, no âmbito da colaboração com o Ministério da Saúde e Segurança Social e as autoridades sanitárias.

Estas evacuações médicas são feitas pela TICV, garantindo os procedimentos internos e externos de segurança da aviação, previamente estabelecidos, bem como as normas internacionais aplicáveis definidas pela Resolução 700 da IATA (International Air Transport Association).

A companhia assinalou em 2019 um milhão de passageiros transportados em Cabo Verde e assegura as ligações aéreas para sete ilhas do arquipélago, com três ATR-72 500, com capacidade para 72 passageiros, “operação que tem sido progressivamente recuperada desde 15 de Julho, após covid -19”, conclui.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project