ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde abre consulado na Andaluzia para “novo relacionamento” com a comunidade 28 Outubro 2022

Cabo Verde inaugurou hoje o seu consulado honorário na Andaluzia, o primeiro do país, esperando desenvolver um “novo relacionamento” e impulsionar uma “agenda económica dinâmica” com essa comunidade de região autónoma espanhola.

Cabo Verde abre consulado na Andaluzia para “novo relacionamento” com a comunidade

Segundo a Lusa, o Governo de Cabo Verde informou, em comunicado, que a inauguração foi presidida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Rui Figueiredo Soares, e o consulado terá como representante o cônsul honorário em Málaga, José Félix Pérez-Peña Garrido.

Distinto empresário em Andaluzia, estreitamente ligado à sociedade de Málaga e os seus órgãos sociais, empresariais e públicos, dirige há mais de sete anos a delegação andaluza de uma das principais multinacionais em consultoria e assessoria imobiliária internacional”, descreveu a mesma fonte.

Com esta nova representação consular/diplomática nessa região autónoma espanhola, o Governo de Cabo Verde pretende, a médio e longo prazo, desenvolver “um novo relacionamento” com essa comunidade, esperando obter resultados que respondam às prioridades do país.

Para além das funções tradicionais das lides consulares, o consulado terá por objetivo promover o fortalecimento dos laços bilaterais, o impulsionamento de uma agenda económica dinâmica e o fomento e estreitamento das relações de cooperação e colaboração entre Cabo Verde e Málaga/Andaluzia, nas diversas vertentes”, perspetivou o executivo.

Conforme a fonte referida, a Espanha é um dos principais países a investir em Cabo Verde e o principal destino das exportações cabo-verdianas, essencialmente pescado e conservas produzidas no arquipélago por empresas espanholas.

Segundo dados de 2021, a embaixada de Espanha em Cabo Verde conta com 300 espanhóis registados como residentes ou a trabalhar no arquipélago, essencialmente no turismo, pescas e elementos de organizações não-governamentais ligadas ao ambiente.

Mas também pequenos empresários, grande parte do arquipélago vizinho das Canárias, que acabaram por se instalar em Cabo Verde.

No sentido inverso, dados oficiais apontam para cerca de 3.000 cabo-verdianos a residirem em Espanha.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project