ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde com "melhoria bastante considerável" em 14 dias e Rt continua a descer 07 Fevereiro 2022

Cabo Verde registou uma "melhoria bastante considerável" na sua situação epidemiológica da covid-19 nos últimos 14 dias, com a taxa de transmissibilidade (Rt) a descer para 0,41, divulgou hoje o diretor nacional de Saúde.

Cabo Verde com

Na habitual conferência de imprensa semanal para fazer o ponto de situação da pandemia, Jorge Noel Barreto avançou que nas últimas duas semanas o país registou uma média de 31 casos novos por dia, correspondendo a 4,6%, muito inferior aos 25,4% dos 14 dias anteriores.

"Há aqui claramente uma melhoria bastante considerável da taxa de positividade", avaliou o porta-voz do Ministério da Saúde, para quem a evolução da situação epidemiológica é "bastante positiva".

A nível nacional, nos últimos 14 dias a taxa de transmissibilidade foi de 0,41, ou seja, inferior a 1, num dado considerado também "bastante positivo" por parte do diretor nacional de Saúde.

Quanto à taxa de incidência acumulada, no período em análise foi de 77 casos por 100 mil habitantes, enquanto nos 14 dias anteriores tinha sido de 881 por 100 mil habitantes.

"Mas com a evolução bastante positiva que temos estado a verificar, esta taxa melhorou consideravelmente", prosseguiu Jorge Barreto, dando conta de que já há três concelhos com uma taxa inferior a 25 casos por 100 mil habitantes.

Nas últimas 24 horas, o país registou 17 novos casos positivos de infeção pelo novo coronavírus, em 680 amostras analisadas, elevando para um total de 55.802 casos positivos acumulados desde o início da pandemia.

As autoridades sanitárias contabilizaram mais uma morte, em Santa Catarina de Santiago, aumentando para 398 o acumulado de óbitos no país provocados pela doença.

Cabo Verde tem ainda 55.239 casos considerados recuperados da doença, 116 casos ativos, 40 óbitos por outras causas e nove transferidos, ainda segundo o diretor nacional de Saúde, que deu conta ainda de 16 pessoas internadas nos hospitais.

A nível de vacinação, Jorge Noel Barreto informou que 69% da população adulta já recebeu a primeira dose, enquanto 72,5 já tem imunização completa e apenas 10% a dose de reforço.

Relativamente à dose de reforço, disse que está num ritmo "bastante lento" e aproveitou para apelar às pessoas para se vacinarem com a terceira dose, mesmo com a melhor da situação epidemiológica em Cabo Verde.

Quanto aos adolescentes dos 12 aos 17 anos, deu conta que 74,3% de um total de 60 mil já tomaram a primeira dose, enquanto 51,7 já estão completamente vacinados, num "bom ritmo" a nível nacional, mas que considerou preciso acelerar em alguns concelhos.

A covid-19 provocou pelo menos 5.737.468 de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante do mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project