ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde e Espanha procuram acordo para proteção recíproca de investimentos 29 Setembro 2022

Os governos de Cabo Verde e de Espanha querem trabalhar num acordo para proteção recíproca de investimentos como forma de incrementar os investimentos nomeadamente no arquipélago, disse hoje a nova embaixadora espanhola na Praia.

Cabo Verde e Espanha procuram acordo para proteção recíproca de investimentos

Na verdade, como o Presidente me disse, somos o país da Europa mais próximo de Cabo Verde. A singularidade da proximidade [do arquipélago espanhol] das Canárias dá-nos esse privilégio”, recordou Ana Paredes Pietro, em declarações aos jornalistas depois de se reunir, esta manhã, com o chefe de Estado cabo-verdiano, José Maria Neves, e de entregar as respetivas cartas credenciais para início de missão.

Espanha é um dos principais países a investir em Cabo Verde e o principal destino das exportações cabo-verdianas, essencialmente pescado e conservas produzidas no arquipélago por empresas espanholas.

Após a reunião com o Presidente da República, a nova embaixadora acreditada na Praia destacou ver “objetivos comuns de fomentar a já estreita relação que existe entre Cabo Verde e o Reino de Espanha”, tanto “nas áreas da cooperação para o desenvolvimento como nas esferas económicas”.

No domínio do investimento estrangeiro, falámos da oportunidade de assinar um acordo de proteção recíproca de investimentos, para que no futuro estes investimentos sejam efetivamente incentivados e as empresas espanholas e cabo-verdianas continuem a colaborar com Cabo Verde, de forma a contribuir para a criação de emprego e o crescimento económico do país”, destacou a embaixadora, assumindo a disponibilidade de Espanha para aumentar a restante cooperação com o arquipélago como porta para a Europa.

Posso dizer-vos com toda a garantia que o Governo de Espanha é um parceiro leal e genuíno de Cabo Verde e podem contar com a Espanha para continuar a acompanhá-lo nestes desafios que todos enfrentamos juntos, como as alterações climáticas, a crise, a pandemia e o mundo incerto que também devemos reconhecer espera por todos nós”, concluiu.

Segundo dados de 2021, a Embaixada de Espanha em Cabo Verde conta com 300 espanhóis registados como residentes ou a trabalhar no arquipélago, essencialmente no turismo, pescas e elementos de organizações não-governamentais ligadas ao ambiente. Mas também pequenos empresários, grande parte do arquipélago vizinho das Canárias, que acabaram por se instalar em Cabo Verde.

No sentido inverso, dados oficiais apontam para cerca de 3.000 cabo-verdianos a residirem atualmente em Espanha. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project