SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde está a ganhar na vertente da violência sexual infantil – presidente da Acrides 26 Fevereiro 2022

A presidente da Associação Crianças Desfavorecidas (Acrides), Lourença Tavares, defendeu hoje, na Cidade da Praia, que Cabo Verde “está a ganhar” na temática da violência e exploração sexual de crianças.

 Cabo Verde está a ganhar na vertente da violência sexual infantil – presidente da Acrides

Lourença Tavares fez esta observação à imprensa, ao ser instada a falar sobre os novos casos de violação sexual contra crianças que vêm surgindo no arquipélago, no final do ato de homenagem prestada pela Acrides ao embaixador de Cabo Verde em Washington, José Luís Livramento, pelos dois anos de doação que fez à associação.

Segundo a presidente da Acrides, na temática da violência sexual contra as crianças, Cabo Verde “está a ganhar”, tendo classificado de “grande ganho” a entrega de duas viaturas ao Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA).

“O grande ganho foi há dias a entrega de duas viaturas ao ICCA em que nó vemos estampado a ‘tolerância zero contra abuso e exploração sexual de crianças’ nas viaturas do Estado”, ressaltou, indicando que este ato constitui um ganho para o país e para as instituições que lidam com esta questão.

Isto significa, também, no entender de Lourença Tavares, que o Estado cabo-verdiano “vai combater” esta problemática.

“E nós, a sociedade civil, sentiremos muito mais força para continuarmos a combater e acredito também que os agressores ficarão mais comedidos, porque o Governo, dando o rosto desta maneira, as pessoas sentirão mais força de trabalhar e os que têm que fazer a justiça também, portanto eu acredito que tudo irá melhorar, já está a dar bom sinal”, concretizou.

Por outro lado, apontou a responsável que o maior desafio da Acrides tem sido responder às necessidades de todas as pessoas que procuram a instituição.

“E como não é possível respondermo-nos a todos, fazemos aquilo que é possível, porque nunca gostamos de intervir pela metade. Nós, quando pegamos uma família vamos até o fim para que no futuro saibamos que essa família, realmente, vai poder também dar seu melhor contributo”, frisou a presidente.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project