NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde na rota internacional de narcotráfico: PJ apreende embarcação de pesca oriunda de Brasil com cerca de 6 toneladas de cocaína em alto mar 06 Abril 2022

Numa mega-operação contra o tráfico internacional de drogas que contou com o envolvimento das forças de defesa e segurança de Cabo Verde, EUA, Brasil e Reino Unido, a Polícia Judiciária cabo-verdiana acaba de apreender, em alto mar, cerca de seis toneladas de cocaína numa embarcação de pesca oriunda de Brasil. A PJ deteve ainda sete indivíduos, sendo cinco de nacionalidade brasileira e dois de nacionalidade montenegrina.

Cabo Verde na rota internacional de narcotráfico: PJ apreende embarcação de pesca oriunda de Brasil com cerca de 6 toneladas de cocaína em alto mar

Em comunicado, a PJ informa que a operação, hoje divulgada, aconteceu no dia 1 de abril, por suspeita de tráfico internacional de estupefacientes. Tudo resultou de uma abordagem feita em alto mar, que culminou com a apreensão de uma embarcação de pesca oriunda do Brasil.

«Assim, sob a jurisdição de Cabo Verde, as autoridades policiais dos EUA e de Cabo Verde embarcaram e inspecionaram a embarcação, tendo apreendido cinco mil seiscentos e sessenta e oito quilos (5668 kg.) de cocaína. As autoridades cabo-verdianas procederam ainda à detenção de 7 indivíduos (5 de nacionalidade brasileira e 2 de nacionalidade montenegrina», lê-se no comunicado remetido ao Asemanaonline.

Segundo a mesma fonte, esta mega-operação contou também com o forte envolvimento do Ministério Público e o excelente apoio e a cooperação da Polícia Nacional e das Forças Armadas de Cabo Verde.

Descontinuidade territorial e narcotráfico internacional

O documento alerta que a descontinuidade territorial do arquipélago tem favorecido o uso de Cabo Verde como país de trânsito do narcotráfico internacional. «É sabido que a descontinuidade territorial do arquipélago, a nossa vasta zona económica exclusiva e os escassos meios materiais e humanos existentes para a fiscalização ativa, favorecem a utilização do arquipélago de Cabo Verde como país de trânsito do narcotráfico internacional. Consciente desse facto, a Marinha e a Guarda Costeira dos EUA têm tido uma excelente relação com Cabo Verde, com acordos bilaterais de aplicação da lei, permitindo o apoio ao combate à atividade marítima ilícita nas águas circundantes do arquipélago», releva.

A PJ fez questão de realçar que, ciente da importância dessa cooperação, a mega operação do dia 1 de abril insere-se no âmbito do esforço que as Autoridades de Cabo Verde têm vindo a desenvolver, de forma consistente, ao longo dos últimos anos, no sentido de reforçar o combate ao tráfico de droga, particularmente no quadro mais amplo da cooperação internacional.

Conforme o comunicado referido, a Polícia Judiciária informa que foi através da Seção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes que procedeu a operação em causa, isto numa ação conjunta com as Forças Armadas (Guarda Costeira) de Cabo Verde, coordenada através do Centro de Análise e Operações Marítimas - Narcóticos (MAOC-N). Garante que a mesma contou ainda «com a relevante colaboração da Polícia Federal do Brasil, da Drug Enforcement Administration, da Marinha dos E.U.A e da National Crime Agency do Reino Unido».

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project