ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cabo Verde quer estar aberto ao mundo em fórum de investimento que regressa ao país 12 Maio 2022

Cabo Verde realiza em junho, na ilha do Sal, a quarta edição do fórum de investimentos, que regressa ao país após duas realizadas no estrangeiro, com o arquipélago a querer ser uma plataforma aberta ao mundo, foi hoje anunciado.

Cabo Verde quer estar aberto ao mundo em fórum de investimento que regressa ao país

Conforme informações disponibilizadas à Lusa, a quarta edição do Cabo Verde Investment Forum (CVIF), iniciativa governamental para captar investimento externo para o país, vai decorrer entre 16 e 17 de junho, na ilha do Sal.

Sob o lema "Cabo Verde is open to the world" (Cabo Verde está aberto ao mundo), o evento é organizado pelo Governo, em parceria com a Cabo Verde Tradeinvest, entidade pública que promove a captação de investimento estrangeiro para o arquipélago.

O fórum regressa ao país após duas edições realizadas no estrangeiro e, segundo a Cabo Verde TradeInvest, enquadra-se nas atividades de promoção de investimento e exportação da instituição.

E vai ter como objetivo "reforçar os investimentos do setor privado na economia cabo-verdiana, mediante intermediação e facilitação do acesso dos empresários e promotores nacionais aos mercados de capitais nacionais e internacionais".

Considerado um "instrumento privilegiado" de intermediação e encontro entre os promotores de projetos e os financiadores e investidores pelos seus parceiros, o fórum seguirá a orientação política do Governo de diversificação da economia e forte aposta no setor privado.

Segundo a mesma fonte, economia digital, a economia azul, energias renováveis, transporte marítimo e aéreo, serviços financeiros e agronegócio e o turismo serão os principais que o país vai apresentar no evento para captar investimento estrangeiro.

"O evento pretende alcançar a médio/longo prazo uma perceção elevada de Cabo Verde como plataforma de investimento fazendo ligação à economia global", perspetivou a entidade organizadora.

O fórum conta com o financiamento do Banco Mundial e Banco Africano de Desenvolvimento, com a parceria da Câmara de Turismo e das Câmaras do Comércio de Sotavento e Barlavento, Câmara do Sal e ASA — Aeroportos e Segurança Aérea.

A primeira edição do CVIF realizou-se na ilha do Sal, em julho de 2019, e segundo anunciou na altura o ministro das Finanças, Olavo Correia, o país conseguiu mobilizar 1,5 mil milhões de euros em 41 projetos, após três dias com mais de 100 encontros e 400 participantes.

Seguiu-se, em setembro de 2019, uma edição do Cabo Verde Investment Fórum em Boston, para captar investimentos na diáspora cabo-verdiana nos Estados Unidos, refere a Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project