ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Venda do BCA ou BI em Cabo Verde: Líder do STIF alerta para a defesa dos direitos dos trabalhadores 27 Agosto 2018

O presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD) de Portugal, Paulo Macedo, anuncia que vai alienar uma das instituições financeiras que tem a funcionar em Cabo Verde – Banco Comercial do Atlântico (BCA) ou Banco InterAtlântico (BI). Reagindo.se ao anúncio em causa, o líder do STIF- Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Financeiras de Cabo Verde, Aníbal Borges, alerta, na Revista a Voz do STIF posta a circular, que recebeu com preocupação a notícia, por considerar que vai criar incerteza para os colaborares destes dois bancos que operam no país.

Venda do BCA ou BI em Cabo Verde:  Líder do STIF alerta para a defesa dos direitos dos trabalhadores

« O Sindicato dos trabalhadores das Instituições Financeiras de Cabo Verde, representando a maioria dos trabalhadores do BCA e do BI (os dois bancos do Grupo em Cabo Verde), recebeu com preocupação esta notícia, na medida em que ela vai abrir um período de muita incerteza para os colaboradores destes dois Bancos, com grandes impactos nos níveis motivacionais dos mesmos, apesar da mesma referir que não está prevista qualquer redução do pessoal”, faz questão de realçar Aníbal Borges.

A pensar nisso, o dirigente sindical prontifica-se, desde já, para o diálogo como o CEO da Caixa Geral de Depósito. «O STIF disponibiliza-se, desde logo para o diálogo com vista a uma solução que vá na linha da salvaguarda dos postos de trabalho de todos os colaboradores dos dois Bancos, pelo que vai acompanhar o processo com muita atenção. Aproveita para apelar aos responsáveis nacionais a porem as cartas na mesa e que estabeleçam um clima de muito diálogo com os trabalhadores e o seu Sindicato representativo, garantindo sobretudo a transparência na condução do processo».

Referindo-se ao papel a desempenhar pela entidade reguladora do sector bancário e financeiro no processo, pede que a mesma dê uma atenção especial ao assunto. «O STIF, exorta o Governo e ao BCV enquanto autoridades de regulação e de supervisão do sector, com elevadas responsabilidades nesta matéria, uma atenção muito especial ao processo, para que os postos de trabalho e todos os direitos dos trabalhadores sejam devidamente protegidos e garantir uma maior tranquilidade aos trabalhadores e à sociedade em geral».

Segundo Aníbal Borges, a Direcção do STIF vai desencadear encontros com os trabalhadores das duas instituições bancárias (BCA e BI) em todo o país, com vista à defesa dos seus direitos e à salvaguarda dos postos de trabalho.

CGD e medida de reduzir presença no país

É de recordar que o presidente da Caixa Geral de Depósito confirmou a medida durante uma conferência de imprensa de apresentação de resultados do primeiro semestre. “A Caixa Geral de Depósitos vai alienar uma das instituições financeiras que tem em Cabo Verde», confirmou Paulo Macedo, citado pelo jornal de Negócios.

Conforme a mesma fonte, este banco público de Portugal está presente em Cabo Verde através do Banco Comercial do Atlântico e do Banco InterAtlântico. Mas o presidente da instituição financeira não quis explicitar qual dos bancos que vai vender. "Vamos falar com autoridades, analisar com mercado, falar com os nossos mercados, de uma maneira muito tranquila, sobre o que será melhor", explicou Paulo Macedo, que também confirma que a CGD vai reduzir a sua presença em Moçambique e encerrar a sucursal do Luxemburgo este ano.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project