CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Câmara da Praia inaugura segunda fase das obras de requalificação de Fonton no valor de mais de 50 mil contos 08 Julho 2018

A Câmara Municipal da Praia inaugurou, este sábado, a segunda fase das obras de requalificação do bairro de Fonton no valor superior a 50 mil contos, numa cerimónia presidida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

Câmara da Praia inaugura segunda fase das obras de requalificação de Fonton no valor de mais de 50 mil contos

Requalificação do campo relvado, Internet, parque infantil, fitness parque, ciclovia, parque radical e drenagem estão entre as intervenções da autarquia num bairro que antes era visto como sendo portador de notícias tristes, de acordo com o presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, sobretudo por causa do paludismo.

“Esse investimento tem muitos componentes e o custo é mais de 50 mil contos, mas vamos voltar, porque faltam mais duas fases para terminarmos”, afirmou o edil praiense, anunciando que os investimentos que a edilidade está a fazer em drenagem na parte do Sul da cidade é superior a 400 mil contos.

Em declarações à imprensa, Óscar Santos fez um apelo, no sentido de a população apropriar-se das obras que os poderes públicos fazem, porque só assim vão pode cuidar das infra-estruturas que são para os benefícios dos cidadãos.

Essa garantia foi dada também pelas moradoras de Fonton, Mena, Catarina e Jacinta, que residem nesse bairro há mais de duas décadas, afirmando estarem felizes e que vão cuidar e preservar o que lhes foram dadas pela câmara, mas com esperança que que vai mudar cada vez mais.

A sensação de Ulisses Correia e Silva foi de que a aposta feita foi correcta, já que como chefe do executivo, sempre acreditou que “para desenvolver Cabo Verde deve haver uma forte parceria entre o governo central e os municípios”.

O primeiro-ministro revelou que uma resolução, já aprovada e que será publicada brevemente, vai traduzir-se em um “pacote forte de infra-estruturação”, que engloba a requalificação urbana, a requalificação ambiental, reabilitação de patrimónios históricos, culturais, religiosos e das orlas marítimas no valor de 11 milhões de contos.

Deste montante, a Praia vai ter 1.300 mil contos para requalificação dos bairros, porque, segundo Ulisses Correia e Silva, o que se quer é que as pessoas se sintam bem e Fonton “é um exemplo deste sentimento”.

“Quem conheceu o Fonton antes e o que é hoje, há uma diferença enorme em termos de qualidade urbana, saneamento, auto-estima para as pessoas, o que traz depois a economia e condições de desenvolvimento”, declarou, ressaltando que o Governo vai levar este modelo de parceria para todos os concelhos de Cabo Verde. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project