INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Canadá: ADN de ossadas achadas na costa revela irlandeses fugidos à Grande Fome de ‘47 15 Junho 2019

As ossadas que deram à costa do Quebec em julho último são de oito irlandeses, entre eles três crianças, que morreram no naufrágio do navio Carricks vindo da Irlanda em 1847, anunciaram as autoridades do Canadá esta semana.

Canadá: ADN de ossadas  achadas na costa revela irlandeses fugidos à Grande Fome de ‘47

Os restos mortais deram à costa em Cap-des-Rosiers, Quebec, após o naufrágio do navio Carricks que fazia a travessia entre as duas margens do Atlântico Norte. Vindo de Whitehaven, o navio com 167 pessoas a bordo não resistiu a uma tremenda tempestade e afundou-se ao largo da costa de Gaspé.

Os navios que há 170 anos fizeram a travessia da Irlanda para a América, incluindo o Canadá, ficaram na memória coletiva como ‘barcos caixões’.

As condições insalubres a bordo juntaram-se à desnutrição e à fome, daí resultando que muitos dos fugidos à “Grande Fome” – tendo sido a pior de todas a “Fome de ‘47” — sucumbissem antes de ver a Terra Prometida.

Calcula-se que um milhão de pessoas terá morrido, seja no mar, seja à chegada — entre estes contando-se não só os irlandeses mas a população local atingida pelas doenças trazidas pelos novos imigrantes doentes, designadamente de tifo.

Outro milhão ou milhão e meio de irlandeses terá conseguido repovoar de europeus a Grande América.

Análises para fazer falar os mortos

"Há uma forma de dar uma segunda vida a estes corpos e fazê-los falar, graças às diversas análises que hoje podemos fazer’’, afirmou uma bioarqueóloga da Universidade de Montreal à televisão nacional.
— -
Fontes: BBC/Washington Post/ CBC Canada. Foto: Figuras de famintos em Dublin, capital irlandesa, em memória às vítimas da fome de 1847.

Os artigos mais recentes

16 Jul. 2019
Publicidade
Nice Kriola

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project