ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Carnaval e festas de Cinzas sem tolerância de ponto – Governo 04 Fevereiro 2021

O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, anunciou hoje que este ano não vai haver tolerância de ponto para o desfile do Carnaval e o tradicional almoço de quarta-feira de cinzas, que se festeja na ilha de Santiago.

Carnaval e festas de Cinzas sem tolerância de ponto – Governo

Segundo a Inforpress, o governante justificou essas medidas adoptadas em Conselho de Ministros, que se reuniu esta quarta-feira, na Cidade da Praia, por causa da situação da pandemia de covid-19 que se vive no País.

Estas medidas, justificou Paulo Rocha em conferencia de imprensa, visam, “prevenir e conter” a propagação do vírus, em ordem a “preservar a capacidade de resposta do sistema nacional de saúde”.

Este ano, o Carnaval devia ser assinalado no dia 16 de Fevereiro e a festa de quarta-feira de Cinzas no dia seguinte, simbolizando para os cristãos o primeiro dia da Quaresma.

O Carnaval, enquanto manifestação cultural, é celebrado em todo o País, com destaque para as ilhas de S. Vicente e S. Nicolau, enquanto o almoço de quarta-feira de Cinzas encerra uma dimensão festiva “muito forte” de confraternização entre as pessoas nas ilhas de Santiago e do Maio.

Para o ministro citado pela Inforpress, os dois eventos podem “promover aglomerações desregradas de pessoas, através de mobilidade das mesmas, seja dentro do mesmo concelho, seja a nível de concelhos diversos.

Assim, disse Paulo Rocha, “fica proibida” a realização de desfiles organizados de rua, bem como as festas em espaços públicos ou fechados, no âmbito do Carnaval, enquanto os convívios nas residências particulares no quadro da quarta-feira de Cinzas “devem acontecer num contexto restrito de natureza muito familiar”.

Segundo o ministro, o Governo decidiu emitir “orientações claras” às autoridades públicas no domínio da fiscalização no sentido de “reforçarem as acções no que respeita particularmente ao cumprimento escrupuloso das regras de lotação e dos horários de funcionamento dos estabelecimentos”.

“Compete à Inspecção Geral das Actividades Económicas (IGAE) a instrução dos processos de contraordenação e aplicação das sanções”, indicou o ministro da Administração Interna, acrescentando que as autoridades policiais e da Protecção Civil apoiam a IGAE.

Cabo Verde registou esta quarta-feira mais uma morte provocada pela covid-19 e 62 novos casos de infecção pelo novo coronavírus.

O país elevou para 14.214 casos positivos acumulados desde 19 de Março, elevou para 135 mortes provocadas pela doença e tem neste momento 673 casos ativos, concluiu a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project