AME e KJF

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cartaz do Kriol Jazz Festival aposta na lusofonia e traz Zeca Pagodinho a Cabo Verde 23 Fevereiro 2019

O cartaz da 11ª edição do Kriol Jazz festival, que acontece nos dias 06, 11, 12 e 13 de Abril, na Cidade da Praia, aposta na lusofonia e traz ainda um dos “grandes nomes” da música brasileira, Zeca Pagodinho.

Cartaz do Kriol Jazz Festival aposta na lusofonia e traz Zeca Pagodinho a Cabo Verde

A informação foi dada à imprensa, pela organização do certamente, a Harmonia e a Câmara Municipal da Praia, que divulgaram, esta sexta-feira, o cartaz desta edição, que homenageia os compositores Pedro Rodrigues e Daniel Rendal.

José “Djô” da Silva, da Harmonia, disse que “não foi propositadamente” que o cartaz é composto maioritariamente por artistas dos países de língua portuguesa. Entretanto, considerou ser “bom” este “acaso”, numa altura em que Cabo Verde assumiu a presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O Kriol Jazz inicia, no dia 06, com o “Zona Kriol”, no bairro de Vila Nova, que terá actuação de dois grupos novos de Cabo Verde, o Azagua e o Trakinuz, e, como sempre, foi agregado um “artista consagrado” do país, o Bulimundo.

Ainda, pela primeira vez, nesta actividade descentralizada a organização introduziu a participação de um grupo estrangeiro, o Rincon Sapiência, do Brasil.

A abertura acontece no dia 11, na praça Luís Camões, e, ao contrário das edições anteriores, este ano o palco vai ser inaugurado por um artista estrangeiro, a fadista portuguesa Cuca Roseta. No mesmo dia, o palco do Kriol Jazz vai testemunhar o relançamento do grupo Simentera, numa actuação com Mário Lúcio.

Já no segundo dia, que é pago, o artista brasileiro Zeca Pagodinho vai abrir o palco deste festival com uma banda constituída por 21 pessoas, seguindo as actuações de Tito Paris e El Comité (Cuba).

No mesmo dia, será apresentado o projecto D’Alma, constituído por artistas de países lusófonos, em que durante uma residência vão trabalhar, conjuntamente, num show novo para apresentar neste certame.

Fazem parte do projecto, Anabela Aya (Angola), Karyna Gomes (Guiné-Bissau), Roberta Campos (Brasil), Mirri Lobo (Cabo Verde), Otis (Moçambique) e Cuca Roseta (Portugal).

No dia 13, estão previstas as actuações de Lucky Peterson (EUA), Mayra Andrade (Cabo Verde), Stanley Clarke (EUA) e do projecto KriolKréol é aguardada a actuação de Elida Almeida (Cabo Verde) e Tiloun(Reunião).

Numa parceria com a Câmara Municipal de São Vicente, o brasileiro Zeca Pagodinho também é esperado em Mindelo para um espectáculo no dia 14.

O festival, orçado em 29 mil contos, segundo o vereador da Cultura da Câmara Municipal da Praia, António Lopes da Silva, faz um “casamento bonito” e “forte” da cultura lusófona.

A organização apela à pontualidade das pessoas nos dias 12 e 13, dias em que o festival é pago, para que possam começar o espectáculo às 20:00. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project