ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso Alex Saab: Procurador suíço encerra investigação contra Alex Saab por falta de provas de branqueamento de capitais 29 Mar�o 2021

O Procurador do Ministério Público em Genebra, Yves Bertossa, encerrou a investigação contra Alex Saab por alegado branqueamento de capitais através de contas na Suíça. Tudo por falta de provas suficentes para sustentar as acusaoes formais contra o Enviado Especial da Venezuela, tido como suposto testa-de-ferrno do presidente Nicolás Maduro.

Caso Alex Saab: Procurador suíço encerra investigação contra Alex Saab por falta de provas de branqueamento de capitais

Como vem sendo noticiado, o empresário e Enviado Especial do governo venezuelano está sob prisão domiciliária em Cabo Verde e enfrenta uma possível extradição para os Estados Unidos da América, onde seria acusado de alegada corrupção. Contudo, o Ministério Público em Genebra concluiu que as provas sobre o alegado branqueamento de capitais eram insuficientes para sustentar as acusações formais contra Saab.

"De facto, o procurador pesou a informação obtida do UBS, que mostrava movimentos entre contas bancárias apenas na Suíça, e observou que, tal como está, não existem mais provas para continuar a investigar o branqueamento de capitais. Daí a decisão de suspender este processo penal", lê-se numa nota remitida ao Asemanaonline.

Entretanto, Washington está a pressionar para que Saab seja levado para o seu território e julgado em solo norte-americano, mas o tribunal da CEDEAO decidiu que o Enviado Especial deve ser libertado. Declarou que a detenção de Saab é arbitrária e ilegal, defendendo que se deve pôr termo a todo e qualquer processo com vista à sua extradição para os Estados Unidos da América.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project