INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Blogger assassinada: Mais mistério com morte do noivo de Gabby Petito 24 Outubro 2021

O FBI confirmou na quinta-feira, 21, que "os restos mortais encontrados na reserva natural da Flórida" são de Brian Laundrie, de 23 anos, que era procurado para esclarecer o desaparecimento desde agosto da Gabby Petito, de 22 anos. A investigação confirmou que eram dela "os restos mortais encontrados no parque natural do Wyoming em 11-9" e a sua morte terá ocorrido em 27 de agosto "por estrangulamento", segundo a autópsia.

Blogger assassinada: Mais mistério com morte do noivo de Gabby Petito

O par formado pela novaiorquina Gabriela e Brian mudou-se de Nova Iorque para a Flórida em 2018 ao terminarem o liceu. Ficaram a morar com os pais dele e passaram a ser conhecidos: ela como blogueira e ele como o seu produtor de conteúdo.

O casal começara em junho uma viagem de quatro meses pelo país, numa autocaravana adaptada e o último contacto dela foi em 24 de agosto, pelo que os pais deram o alerta do seu desaparecimento à polícia em 11-9.

Na muito mediática busca por Gabby, o FBI investigou uma denúncia à polícia de Moab, no Utah, sobre um caso de VBG: "O homem estava a bater na menina. Sim, e então nós paramos. Eles corriam para cima e para baixo na calçada. Depois ele entrou no carro e eles partiram". O caso denunciado ocorreu em 12 de agosto.

No mesmo dia, a câmara de um polícia gravou um encontro com o par. Nas imagens, Gabby chora quando o agente a aborda depois de os mandar parar na lateral da estrada. Ela explicou que sofria de "transtorno obsessivo-compulsivo", enquanto Brian diz: "Estávamos apenas a discutir. Nada de mais".

Gabby diz: "Desculpe-me, estivemos a brigar esta manhã. Alguns problemas pessoais. Estava a reagir, porque ele não parava de me dizer para me acalmar".

Ela acrescentou que durante a briga em que arranhou e deu socos a Brian, a viatura acabou por embater num buraco na estrada.

Mantidos separados, por uma noite. A polícia de Moab decidiu tratar o caso como um problema de "stress mental" (da jovem) e não como violência doméstica, dela contra Brian — que chama a namorada de "louca" para explicar os arranhões que ela lhe fez no rosto, pescoço e braços.

Segundo os registos da polícia de Moab, ela dormiu na autocaravana e ele num hotel, "mas o casal seguiu viagem e nenhum dos dois prestou queixa".

Busca por Brian

Em 19 de setembro, as autoridades anunciaram que segundo a autópsia e outros exames "Gabby Petito deve ter sido morta de 3 a 4 semanas antes de o seu corpo ser encontrado no Parque Nacional Grand Teton, em Wyoming, em 11 de setembro".

A autópsia demorou a ser concluída, segundo os médicos legistas explicaram, porque "pediram o teste toxicológico e o parecer de novos especialistas".

No dia 20 de setembro, o Gabinete do Xerife do Condado de Okaloosa confirmou que Brian — cinco dias depois de ser dado por desaparecido pela sua família, após ser nomeado uma pessoa de interesse no desaparecimento de Gabby — fora avistado numa região a cerca de 720 quilómetros da sua casa em North Perth, Flórida.

A prova estava num vídeo entregue à polícia: uma pessoa parecida com Brian carrega uma mochila igual àquela que aparece nos posts dele.

Um mês depois, anuncia-se que "os restos mortais encontrados na reserva natural da Flórida" são de Brian Laundrie, segundo o FBI confirmou na quinta-feira, 21.

Fontes: CNN/BBC/NY Times. Fotos: O casal de namorados e par de bloggers. O seu fim trágico em dois pontos, distantes em mais de três mil quilómetros.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project