NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso da gestão do Fundo de Ambiente: MP detém mulher suspeita de beneficiar de financiamentos irregulares 07 Junho 2018

O caso relativo à gestão do Fundo do Ambiente (FA) conhece novos desenvolvimentos com o Ministério Público (MP) a ordenar a detenção, fora de flagrante delito, de uma mulher de 42 anos, residente no Conselho de Tarrafal de Santiago. A suspeita, cuja identificação não foi revelada pelo Ministério Público, é referida como sendo Presidente de uma das associações beneficiárias do financiamento do referido fundo.

Caso da gestão do Fundo de Ambiente: MP detém mulher suspeita de beneficiar de financiamentos irregulares

Conforme refere no seu site oficial, o MP justifica que a operação surgiu no âmbito da investigação de alegadas ilegalidades cometidas na gestão do Fundo Nacional do Ambiente, cujos autos de instrução encontram-se registados na Procuradoria da República da Comarca da Praia.

« O Ministério Público ordenou a detenção fora de flagrante delito de um indivíduo identificado, do sexo feminino, de 42 anos de idade, residente no Concelho do Tarrafal e Presidente de uma das associações beneficiárias do financiamento do referido fundo», lê-se no comunicado divulgado.

Segundo o MP, em causa estão factos suscetíveis de, por ora, integrarem a prática dos crimes de furto qualificado e falsificações, previstos e punidos pelos artigos 196.º, n.º 1, al. k) e 233.º, todos do Código Penal. «Submetida a primeiro interrogatório judicial, a arguida ficou sujeita às medidas de coação pessoal de termo de identidade de residência, apresentação periódica às autoridades, interdição de saída do país e proibição de contacto com as testemunhas», refere o Ministério Público, informando que o referido processo, cuja investigação encontra-se em fase bastante avançada, continua em segredo de justiça.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project