ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso da morte do agente a tiros: Pai Joaquim Morais questiona declaração do Diretor Nacional da PN de que foi um acidente 27 Novembro 2019

Joaquim Morais, pai do agente Hamilton Morais morto a tiros, por um outro colega já em prisão preventiva, em Tira Chapéu, no dia 29 de Outubro, reage, através de um post colocado na sua página de facebook, à declaração do Diretor Nacional da PN, Emanuel Estaline Moreno, segundo a qual a morte do Hamilton foi um acidente. «Ao fazer tal afirmação, demonstra que sabe algo mais que eu gostaria de saber. Se assim for, como somos pela verdade, tal como o meu ‘assassinado’ (acidentado) filho, vão ter que executar, ‘acidentar’, muitos, a começar por mim», desafiou Morais, questionando como é que o DN da PN faz tal afirmação se o caso está ainda a ser investigado. Morais vai mais longe, lembrando que ele e seus familiares não são «burros e nem otários». Confira o conteúdo do breve post, que publicamos a seguir.

Caso da morte do agente a tiros: Pai Joaquim Morais questiona declaração do Diretor Nacional da PN de que foi um acidente

Senhor director da Polícia Nacional!!! Com que então, o "assassinato" do meu filho foi um acidente, não??? Como é que o senhor pode fazer tal afirmação, se o caso está ainda a ser investigado???

Nesta família, nunca compactuamos com inverdades, nem com meias verdades. Não somos burros e nem otários.

Ao fazer tal afirmação, demonstra que sabe algo mais que eu gostaria de saber. Se assim for, como somos pela verdade, tal como o meu «assassinado» (acidentado) filho, vão ter que executar, «acidentar», muitos, a começar por mim.

Boa noite, pensem bem!!!

( Joaquim Morais, post na sua página de facebook)

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project