POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso da voz de prisão pelo Edil da cidade Velha: JpD contesta declarações da líder da JPAI sobre o autarca Manuel de Pina e crítica comportamento do detido Abdulay Fonseca 16 Agosto 2019

Continua a provocar as mais diversas reacções a controvérsia surgida com o caso do Edil da cidade Velha, que deu a voz de prisão ao vice-presidente da JPAI do mesmo concelho, seguida do encarceramento daquele jovem na cela da PN em Achada de Santo António. Em comunicado assinado pelo seu coordenador, a Direcção local da JpD reage, replicando «que foi, com total incredulidade», que assistiu à conferência de imprensa na qual a Jpai deu guarida ao comportamento alegadamente «ignóbil» do cidadão Abdulay Fonseca. É que, segundo rebateu Adérito Manuel Gomes, ao contrário do referido pela concelhia jovem do Paicv da Ribeira Grande de Santiago, não se trata de um jovem comprometido com as causas da juventude, mas sim de um alegado «desordeiro, com um comportamento obsessivo em relação às figuras do poder – nomeadamente, se elas forem do partido rival ao seu – e que, para além do mais, verbalmente incontinente».

Caso da voz de prisão pelo Edil da cidade Velha: JpD contesta declarações da líder da JPAI sobre o autarca Manuel de Pina e crítica comportamento do detido Abdulay Fonseca

O responsável dá juventude ventoinha fez questão de realçar que é fácil de verificar - os jovens da Cidade Velha, a polícia Nacional, autoridades municipais da CMP que estiveram presentes no final dos jogos da Gamboa Beatch Games são, segundo ele, testemunhos vivos - o comportamento alegadamente « agressivo, compulsivo, desrespeitoso e desqualificado contra a figura do Presidente da Câmara por parte deste jovem», que agora se arroga ser vice-presidente de uma juventude partidária.«Considera a Jpai-RGS um ‘atentado ao exercício da oposição democrática’ quando alguém se defende, pela Lei, de ser vilipendiado e injuriado publicamente por um indivíduo (supostamente) descontrolado. Quereria, então, a Jpai que todos os detentores de cargos políticos, com medo de conferências de imprensa apadrinhadas pelo Paicv e pelos seus jornais-satélite, se calassem sempre que virem os seus direitos violados. Ou, porventura, só possam reclamar quando se chegar a um extremo de um qualquer cidadão ou grupo de cidadãos atacar, esfaquear ou disparar sobre um político ou, eventualmente, ferir mortalmente é que a oposição entenda que seja atingido um limite suficiente para que o respetivo detentor de cargo político possa manifestar o seu desagrado?».

Para a mesma fonte, a noção da democracia não existe apenas para agradar os paicivistas, nem apenas para defender um sujeito como Abdulay que não escolhe meios para atingir os seus fins. «É ponto assente: a atitude do vosso membro, Sr. Abdulay Fonseca, no Torneio de Futebol na Cidade da Praia, desonrou e envergonhou todos os jovens da Ribeira Grande de Santiago, que, por causa do comportamento deste individuo, deixaram de comemorar os seus feitos alcançados pelo segundo ano consecutivo. O vosso discurso panfletário e repetitivo de que o Sr. Presidente Manuel de Pina não ajuda os jovens da localidade torna-se, no mínimo, ridículo quando, na verdade, todos sabem que a edilidade ribeira-grandense tem apoiado sempre todas as participações das equipadas em torneios intermunicipais, como é o caso da equipa de Garrafinha que tem erguido a bandeira do Município por toda Ilha de Santiago», lê-se no comunicado remetido ao ASemanaonline.

Perante tal fato, interroga o JpD da cidade Velha como é possível alguém de bom senso pôr em causa a presença do Presidente da Câmara, que esteve no ato a convite da sua congénere CMP, com aval da própria equipa da Cidade Velha-Garrafinha. «Ora, foi este mesmo sujeito que se diz ser vice presidente da Jpai, que no dia anterior, em São Domingos, teria tido o mesmo comportamento contra o Deputado da Nação, Dr. Alcides de Pina, vaiando a sua presença no ato da entrega dos troféus, a convite da Câmara local. Dispensa-se realçar aqui, o comportamento repetitivo de desrespeito que tem tido em relação a Vereadora da Juventude e Desporto».

Para JpD, por enquanto, o Sr. Abdulay Fonseca terá oportunidade de, em primeiro lugar, junto com os seus companheiros da Jpai, «sentar-se tranquilamente a observar as obras estruturantes que vêm sendo inauguradas e/ou iniciadas no concelho da Ribeira Grande de Santiago, pela edilidade liderada pelo Dr. Manuel de Pina, para desgosto e desespero dos seus detractores».

A juventude ventoinha da cidade Velha, termina a sua reacção à conferência da líder da JPAI do concelho, perguntando a «Presidente da Jpai onde esteve durante 15 anos, da desgovernação do seu Partido, que não teve pejo de descriminar grosseiramente a CMRGS, tirando-lhe todos os fundos a que tinha direito; que encerou a Escola Oficina da Cidade Velha, tirando dos jovens oportunidade de formação e emprego; descriminou as famílias ribeira-grandenses a torto direito», conclui a liderança de Adérito Manuel Gomes.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project