NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso de assaltos à mão armada em Achada Grande Trás: Prisão para três dos 19 detidos 26 Junho 2020

Em comunicado remetido ao Asemanaonline, a Polícia Judiciária informa que três dos 19 indivíduos, de grupos rivais, detidos no passado sábado, 20, numa mega operação, realizada por forças de segurança e defesa em Achada Grande Trás, na Praia, ficaram em Prisão Preventiva.

Caso de assaltos à mão armada em Achada Grande Trás: Prisão para três dos 19 detidos

Segundo a mesma fonte, os restantes 16 detidos foram aplicados, como medida de coação pessoal, Termo de Identidade e Residência ( TIR) e apresentação periódica junto do poder judicial.

É de relembrar que o total de detidos neste processo é 19, uma vez que, após os 17 anunciados, inicialmente, vieram a ser detidos, na segunda-feira, 22, outros dois indivíduos, fora de flagrante. Assim sendo, ficaram 3 em Prisão Preventiva e 16 sob TIR e apresentação periódica junto do poder judicial, na Praia.

Conforme a Polícia Judiciária tinha informado a este jornal, na sequência de uma série de investigações que tinha em curso, desencadeou, na manhã de 20 de Junho, uma operação na localidade de Achada Grande Trás, que culminou na detenção de 17 indivíduos do sexo masculino, com idade compreendidas entre os 16 e os 36 anos, oito dos quais detidos em flagrante delito e nove fora de flagrante delito. Tudo por serem «suspeitos da prática de crimes de homicídio, homicídio tentado, detenção e disparo de arma de fogo, motim, tráfico de drogas e roubo com violência sobre pessoas e coisas, cometidos de 2014 à presente data».

A fazer fé na PJ, ainda na sequência do cumprimento de 25 mandados de buscas a residências, foram apreendidas 10 armas de fabrico artesanal, denominadas de “boca bedjo”, 15 armas brancas, 17 munições calibre 12 mm e 30 tacos de cannabis. A PJ apreendeu ainda 1 televisão plasma, 1 aparelho de micro-ondas, 1 leitor de DVD e 1 leitor de CD, que se presume serem objetos provenientes de roubo.

«Os detidos, que fazem parte de três grupos rivais, que viviam em constante conflito entre si, e causavam transtornos aos moradores, foram presentes, dentro do prazo legal, às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos e aplicação de medidas de coação pessoal», como referido na parte inicial desta peça.

Na mega operação de 20 de Junho, na qual participou um contingente de 272 efetivos, a PJ contou com o apoio crucial da Polícia Nacional e das Forças Armadas de Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project