LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso de extrema direita: "Cônsul de Cabo Verde" Caesar DePaço briga com Wikipédia por referências ao "passado criminoso" 27 Janeiro 2021

As referências na maior enciclopédia global, Wikipedia, sobre a ligação do português CaesarDePaço ao Chega e ainda o crime de "roubo qualificado" pelo qual foi declarado "contumaz" (fugitivo à Justiça) em 1993, em Portugal, enfureceram o visado ex-cônsul de Portugal e, desde a semana passada, cônsul-honorário exonerado de Cabo Verde na mesma região dos Estados Unidos.

Caso de extrema direita:

A biografia do empresário português Caesar na Wikipedia é ilustrada com a foto ( ao alto) em que "o filantropo" César do Paço, de 55 anos, aparece entre as bandeiras de Portugal e de Cabo Verde.

O empresário é descrito na Wikipédia como um multimilionário ligado ao Chega de André Ventura (com quem aparece na foto, nos Açores) e a Fernando Madureira, dos Super Dragões (om quem aparece na foto, em Cabo Verde).

Entre o dia 23 e hoje (27), porém, houve mudanças subtis: as referências ao "passado criminoso" foram apagadas, deixou de haver referência ao crime de roubo qualificado (um relógio de ouro e outras joias – tudo avaliado em 7500 euros) pelo qual o inglês Charles Knight, pai da namorada, o denunciou em 1990, tal como a reportagem da SIC transmitida há uma semana documentou com extratos judiciais.

Depois dessa reportagem da SIC, o empresário português César do Paço tentou retirar da página da Wikipédia as referências menos abonatórias, como noticiou hoje o diário lisboeta Correio da Manhã.

"Caesar DePaço é um cidadão português que vive nos Estados Unidos e está a ser vítima de uma cabala, na tentativa de o fazer figurar como uma pessoa criminosa", disse o advogado do empresário numa mensagem enviada à Wikipédia, no dia 18 de janeiro, depois de ter sido impedido de editar o perfil do seu cliente. Rui Barreira acusou o site de "injúria" e "difamação". Já a plataforma acusa-o de "vandalismo" e de "ameaças" e remete qualquer decisão sobre a página para a discussão que está a decorrer.

Ao CM, o advogado assumiu que "vão ser tomadas medidas judiciais" contra a Wikipédia caso esta não elimine, das páginas em português e inglês, tudo o que foi acrescentado após a reportagem da SIC. "Caesar DePaço é um homem de direita, mas não de extrema-direita. Querem fazer dele uma pessoa que não é, por motivos políticos", defende, acrescentando que o ex-cônsul fez "donativos para vários partidos" e não apenas para o Chega. Fontes: Referidas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project