ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso de supostos enviados à Venezuela: Líder da oposição classifica de anedótico o comunicado do demitido PCA da Emprofac e denuncia erros graves cometidos pelo Governo na condução da política externa de Cabo Verde 23 Agosto 2020

A líder do maior partido da posição analisa, num post que colocou na sua página de facebook, o caso de supostos emissários envidados, segundo a imprensa internacional, pelo governo de Ulisses Correia e Silva à Venezuela, que já manifestou a sua insatisfação face à posição assumida por Cabo Verde, que decidiu administrativamente pela extradição para os EUA do alegado Enviado Especial Alex Saab, que se encontra preso, na cadeia civil da ilha do Sal. Além disso, Janira Hopffer Almada denuncia erros graves cometidos pelo atual executivo de Ulisses Correia e Silva na condução da política externa de Cabo Verde. «Depois da forma como perdemos a Presidência da CEDEAO, da gestão desastrosa do processo UNECA, dos sucessivos desmentidos ao Chefe da Diplomacia Cabo-verdiana pelos seus Homólogos (de forma pública e categórica), e da inconstitucionalidade declarada a artigos do Acordo SOFA, o País é surpreendido com a notícia (na Imprensa Internacional) do suposto envio, pelo Governo, de dois Emissários no âmbito da detenção do Cidadão Alex Saab». A presidente do PAICV contesta ainda o posicionamento assumido pelo governo sobre a matéria, ao mesmo tempo que classifica de anedótico o comunicado do recém-demitido presidente do Conselho da Administração da EMPROFAC, Gil Évora. «Depois do Comunicado do Governo e da ’confissão’ que foi a demissão do PCA da EMPROFAC, vem este fazer o seu Comunicado. Esse Comunicado do PCA (Gil Évora) da EMPROFAC, recém-demitido, seria anedótico, se a situação não fosse dramática. Um comunicado lamentável, a todos os títulos!», admite Janira Hopffer Almada, para quem as duas personalidades referidas deveriam, neste momento, estar mais solidárias com a população e o país que enfrentam dificuldades graves na luta contra o covid-19, que se alastra por todas as ilhas. Confira, a seguir, o conteúdo do post referido.

Caso de supostos  enviados à Venezuela: Líder da oposição  classifica de anedótico o comunicado do demitido PCA da Emprofac e denuncia erros graves cometidos pelo Governo  na condução da política externa de Cabo Verde

CABO VERDE, O NOSSO ORGULHO

Cabo Verde merece mais!
Cabo Verde merece melhor!
Cabo Verde foi um País que enfrentou dificuldades, desde a sua Independência.
Mas, enfrentou-as com seriedade, responsabilidade e dignidade.
E seriedade de Cabo Verde se estribou na dignidade do Povo, na capacidade de luta dos caboverdianos e na respeitabilidade e dignidade dos seus líderes e dirigentes.

Cabo Verde deve se orgulhar do seu percurso.
E deve lutar, afincadamente, contra tudo o que ponha em causa este percurso construído ao longo dos anos, com conquistas inquestionáveis, como resultado de um esforço colectivo.

Esses 4 anos e meio foram marcados por erros e falhas que não são normais e ferem a dignidade do nosso País.
Depois da forma como perdemos a Presidência da CEDEAO, da gestão desastrosa do processo UNECA, dos sucessivos desmentidos ao Chefe da Diplomacia Cabo-verdiana pelos seus Homólogos (de forma pública e categórica), e da inconstitucionalidade declarada a artigos do Acordo SOFA, o País é surpreendido com a notícia (na Imprensa Internacional) do suposto envio, pelo Governo, de dois Emissários no âmbito da detenção do Cidadão Alex Saab.
O que será "Governação" para este Governo?
Onde está o respeito, do Governo, ao Povo?
O que está este Governo a pensar do País?
Este Governo não tem Conselheiros?
Não há diplomatas que o aconselhem?
Ou, pura e simplesmente, não sabem, não ouvem e não estão interessados em apreender?
São erros demais, de gravidade extrema, e que lesam Cabo Verde.
E este último episódio veio demonstrar a irresponsabilidade desta Governação, para além de uma grande falta de noção de como devem ser tratados assuntos de Estado

Como é possível o Governo tratar uma situação, desta natureza, dessa forma?
Como entender o Governo (qualquer que seja) sequer pensar em enviar as "Personalidades" que terá supostamente enviado, segundo a Imprensa Internacional, para tratar de uma questão dessa delicadeza?

Depois do Comunicado do Governo, e da "confissão" que foi a demissão do PCA da EMPROFAC, vem este fazer o seu Comunicado. Esse Comunicado do PCA da EMPROFAC, recém-demitido, seria anedótico, se a situação não fosse dramática!
Um Comunicado lamentável, a todos os títulos.

Tentar nos convencer que um Gestor Público de uma Empresa como a EMPROFAC, pede férias em plena Pandemia, para ir fazer "consultorias e negócios privados"?
E, ainda, confessar que essa "consultoria privada" começou desde Junho, com o número de casos de COVID-19 a aumentar no País?
É disso que o Governo e o "Gestor" demitido querem nos convencer?
Mesmo conhecendo o "Currículo" dessas Personalidades, não podemos acreditar que seriam capazes de tanto!
São Cabo-verdianos!

Acreditamos que, pelo menos nesse momento de Pandemia, estariam solidárias com o País!

E este Governo, não podendo desmentir a ida dessas "Personalidades", insiste em tentar nos convencer que desconheciam essa ida?
Não me digam que isso é normal!
É, no mínimo, uma falta de respeito ao Povo de Cabo Verde.
Cabo Verde merece mais!
É possível governar de outra forma!
É possível governar melhor!
#EuAcredito
#EscolhoCaboVerde

Janira Hopffer Almada, Presidente do PAICV

(Post publicado na sua página de facebook)

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project