SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso do Director e sub-director do New Horizons na Boa Vista: Tribunal aplica TIR e fiança de mil contos a cada um dos dois estrangeiros detidos por alegada tentativa de homicídio, sequestro e outros crimes graves 18 Setembro 2019

O Tribunal da Comarca da Boa Vista acaba de aplicar, como medida de coação, ao director e sub-director de Hotel News Horizons a pena provisória de TIR e uma fiança no valor de mil contos a cada um deles. É que estes são acusados por suspeitas de terem cometido vários crimes graves, com destaque para a tentativa de homicídio e sequestro de um funcionário, natural de São Vicente.

Caso do  Director e sub-director do New Horizons na Boa Vista: Tribunal aplica TIR e fiança de mil contos  a cada  um dos dois estrangeiros  detidos por alegada tentativa de homicídio, sequestro e outros crimes graves

Em comunicado remetido ao ASemanaonline, a Polícia Judiciária, através do Núcleo de Prevenção e Investigação Criminal da Boa Vista (NPIBV), confirma que, em cumprimento de um mandado do Ministério Público, deteve, no sábado, 14, fora de flagrante delito, os dois referidos indivíduos do sexo masculino, de 47 e 49 anos,de nacionalidades Espanhola e Venezuelana, respetivamente. Tudo por serem « suspeitos da prática, em co-autoria, de crimes de homicídio na forma tentada, roubo, furto, violação de correspondência e telecomunicações e sequestro».

Segundo a mesma fonte, para a prática dos citados crimes, cometidos contra um então funcionário, natural da ilha de São Vicente - devido a desavenças havidas entre eles -, os suspeitos terão trazido à Cabo Verde um individuo do Senegal, propositadamente para o efeito.

«Os crimes terão ocorridos meses atrás, no interior de um estabelecimento hoteleiro na Boa Vista (soube este jornal tratar-se de New Horizons), no qual os detidos exerciam as funções de diretor e subdiretor», refere o comunicado.

Ainda conforme a PJ, os detidos foram presentes, esta segunda-feira, 16, às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal. O Tribunal da Comarca da Boa vista aplicou o TIR -Termo de Identidade e Residência, a Interdição de Saída do país e o pagamento de uma caução no valor de um milhão de escudos (1.000.000 $00) para cada um deles.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project