SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso judicial inédito no Sal: Juiz tira suspeito de violação da cadeia por alegada "pressão" política 06 Dezembro 2018

O caso de um juiz que tirou um homem de 56 anos da prisão preventiva, quatro dias depois de ter sido mandado para a cadeia por suspeita de ter violado uma sobrinha nos Espargos, Sal, quando ela tinha 9 anos- hoje a menina tem 12- deixou a população indignada. O juiz está a ser acusado de ter libertado o funcionário do Estado por alegada "pressão" de alguém que lhe terá avisado que o preso era sobrinho de um conhecido político da ilha.

Caso judicial  inédito no Sal: Juiz tira suspeito de violação da cadeia  por  alegada

A fazer fé no comentários em locais públicos e de diversão, a situação está a abalar a imagem da Justiça no Sal. Ao que o Ssemanaonline apurou, o homem de 56 anos foi mandado para a prisão preventiva, na sexta-feira passada- 30 de Outubro, após ter sido indiciado de um crime de agressão sexual de menor nos Espargos, em 2016. Porém, esta segunda-feira,3 dezembro, o juiz decidiu tirá-lo da cadeia ,aplicando-lhe TIR - Termo de Identidade e Residência.

Esta decisão do Tribunal que não agradou nem os pais da vítima nem a população que acusam a justiça de estar com "dois pesos e duas medidas". Isso porque, segundo alegam, o juiz terá posto o suspeito em liberdade depois que "alguém lhe terá procurado para lhe informar que o preso era sobrinho de um político".

Conforme o Asemanaonline apurou, o juiz em causa foi envida à ilha em regime de substituição de um outro colega.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project