AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Casos de campanha no Fogo: Líder do MpD desloca-se pela quarta vez para ajudar os candidatos, adversários denunciam desorientamento e supostas negociatas entre equipa de Nogueira e comerciantes recrutados na Praia 16 Outubro 2020

Chega hoje, pela quarta vez, à ilha do Fogo, o presidente do MpD, que é também Primeiro-ministro de Cabo Verde, para reforçar a campanha eleitoral das equipas do seu partido, visando a manutenção das câmaras de São Filipe e de Santa Catarina e a conquista do executivo dos Mosteiros. Esta nova investida politica de Ulisses Correia e Silva à ilha do vulcão, num curto espaço de tempo e com reforço de Olavo Correia e Fernando Elísio Freire, é interpretada, em meios políticos, «como um sinal claro de que as coisas não correm bem pelo lado do partido no poder», no Fogo.

Casos de campanha no Fogo: Líder do MpD desloca-se pela quarta vez para ajudar os candidatos,  adversários denunciam desorientamento e supostas negociatas entre equipa de Nogueira e comerciantes recrutados na Praia

O líder dos ventoinha esteve, por três ocasiões na ilha, onde fez, recentemente, a apresentação das candidaturas do MpD às Camaras de São Filipe, Santa Catarina e Mosteiros. Isto sem contar com as visitas, nas últimas semanas, dos vices presidentes Olavo Correia e Fernando Elísio Freire - estiveram em campanha durante alguns dias na ilha.

« A deslocação de hoje do líder do MpD ao Fogo e o envolvimento directo dos vários dirigentes e membros do Governo na campanha para as autárquicas de 25 deste mês na ilha é vista pelos adversários e por analistas locais como um sinal de fraqueza das candidaturas do MpD , que estão também a contar com apoio de emigrantes e de outros empresários nacionais residentes na Cidade da Praia, naquilo que é classificado como supostas ’negociatas’ entre candidatura de Jorge Nogueira e esses grupos de interesse, com supostos benefícios na atribuição de licenças para táxis, quando muitas pessoas em São Filipe aguardam há meses ou mesmo anos por uma licença, por exemplo», alertou uma voz crítica na cidade de São Filipe.

Conforme a fonte do Asemanaonline, as candidaturas adversárias, nomeadamente a do PAICV para Santa Catarina, no dizer de Eugénio Veiga, «esperam que a vinda ao Fogo dos altos dirigentes ventoinha não esteja relacionada com a implementação de ilícitos eleitorais para fazer o volte-face da situação desfavorável em que se encontra o MpD no terreno, nos três municípios em disputa no Fogo».

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project