INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Chega não é só Ventura — Lucinda sai com estrondo "Deus não é só um slogan" 14 Dezembro 2021

A fundadora Lucinda Ribeiro bateu esta semana com a porta estrondosamente. E ficarão para a história do primeiro partido de extrema-direita no parlamento português as suas palavras de justificação da partida "Deus não é um slogan".

Chega não é só Ventura — Lucinda sai com estrondo

A fundadora que acaba de abandonar o Chega, diz a imprensa portuguesa, é "considerada referência do setor cristão evangélico do Chega" e "das militantes mais influentes". A Lucinda Ribeiro é, além de fundadora, a administradora de dezenas de páginas de apoio a Ventura e ao partido nas redes sociais.

A programadora informática, militante número 6, é responsável por recrutar milhares de militantes, ao mesmo tempo que os mobilizava para a defesa das causas que levaram o Chega a primeiro partido de extrema-direita no parlamento português.

As suas palavras de justificação da partida "Deus não é um slogan" e "os homens não são ratos" evocam a fundamentação religiosa do partido que tem o rosto mediático de André Ventura, um antigo destinado a padre que arrepiou caminho.

Fontes: Sapo.pt/SIC notícias.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project