AME e KJF

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

“Chegar a Mindelo é um passo irreversível na internacionalização e afirmação desta grande marca que é a AME” – ministro 12 Junho 2022

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas considerou hoje que a chegada do Atlantic Music Expo (AME) à cidade do Mindelo é um passo irreversível na internacionalização e na afirmação dessa “grande marca”, que é o AME.

“Chegar a Mindelo é um passo irreversível na internacionalização e afirmação desta grande marca que é a AME” – ministro

Abraão Vicente falava na praça Dom Luís, durante a abertura da 1ª edição do AME em São Vicente que, segundo os organizadores, vai decorrer até este sábado, com 16 actuações de 90 artistas de seis nacionalidades diferentes.

“Desde o momento inicial quando criado pelo Ministério da Cultura, no mandato anterior, liderado pelo Mário Lúcio, a ideia sempre foi abranger as outras ilhas e creio que hoje é um dia feliz também para Mindelo, porque uma grande marca da cultura e das indústrias criativas de Cabo Verde chegar a Mindelo e com certeza é um passo irreversível na internacionalização e na afirmação desta grande marca que é o AME”, destacou o ministro.

Segundo o governante, muito mais que espetáculos, muito mais que o encontro de artistas, o AME é o momento de fazer negócios, de intercâmbio, de conhecimentos entre artistas e de consolidar a marca maior que é Cabo Verde.

“E a grande marca Cabo Verde é sem dúvida o País da música e Cultura e São Vicente representa tão bem este dinamismo que nós queremos promover internacionalmente”, afirmou Abraão Vicente, que agradeceu os organizadores do evento pela “resiliência, insistência, obsessão e vontade de fazer”, porque, salientou, “poderiam ter ficado na cidade da Praia a fazer uma edição limitada em plena crise, mas não quiseram desistir de vir a Mindelo”.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de São Vicente (CMSV), Augusto Neves, afirmou que São Vicente é uma ilha da cultura pelo que já fazia falta a chegada desse grande evento que é o AME para reforçar a agenda cultural porque se trata de uma ilha que depende grandemente da cultura.

“A Câmara Municipal tudo tem feito e vai continuar a fazer para a cultura, a CMSV é uma grande parceira e tudo nós vamos fazer para juntos com o Ministério da Cultura, com o Governo, proporcionar à população sanvicentina, aos nossos amigos, visitantes e turistas momentos agradáveis”, garantiu o autarca para quem o AME tem um papel muito mais importante do que só fazer evento.

“Nós temos necessidade de empoderar o nosso pessoal da cultura e através de workshops e de outros eventos, que vão decorrer durante esses dois dias, é possível essa troca de experiências, esse aprendizado para os nossos agentes da cultura”, declarou Augusto Neves, justificando o porquê de a CMSV ter abraçado a ideia de trazer AME para São Vicente.

“Nós vamos continuar a trabalhar com a direção do evento e esperamos o maior engajamento dos parceiros, não só neste evento, mas em todos os eventos culturais desta ilha, porque o motor desta ilha é a cultura”, sintetizou.

Gugas Veiga, organizador do evento, revelou que é um “grande orgulho ter o Atlantic Music Expo (AME) pela primeira vez em São Vicente” e prometeu “tudo fazer para que a população e os profissionais da música possam beneficiar” desse evento.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project