LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cidade brasileira de Petrópolis com 136 mortos por causa do mau tempo 19 Fevereiro 2022

O governo do estado brasileiro do Rio de Janeiro contabilizou 136 óbitos em razão das fortes chuvas que atingiram a cidade de Petrópolis, localizada na região serrana do estado, num balanço divulgado na tarde de hoje.

Cidade brasileira de Petrópolis com 136 mortos por causa do mau tempo

As autoridades locais têm informações diferentes sobre o número de pessoas que não foram encontradas, que podem estar mortas ou presas nos escombros das áreas devastadas pelos deslizamentos de terras e enxurradas.

A Polícia Civil contabilizou 218 desaparecidos, mas o Ministério Público reduziu esse número para cerca de 60 pessoas.

De acordo com a Defesa Civil, já foram registados 436 deslizamentos de terra desde a terça-feira passada, quando a cidade foi atingida pela maior tempestade registada desde 1932.

A agência Efe relatou que as casas funerárias em Petrópolis estão cheias, muitas empresas ainda estão fechadas e muitas estradas permanecem intransitáveis.

Mais de 140 veículos foram retirados dos rios e ruas, segundo a prefeitura de câmara.

Escolas e igrejas foram transformadas em abrigos e depósitos de doações para pelo menos 850 pessoas que estão desabrigadas. A campanha de vacinação contra a covid-19 continua suspensa.

O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, informou que estão trabalhando para recuperar serviços essenciais, como energia elétrica, transporte e coleta de lixo, e que a busca por mais vítimas "que ainda são muitas" continua.

O tempo permanecia instável em Petrópolis, motivo de preocupação para as equipas de resgate. Há previsão de chuva, moderada a forte, para a cidade nos próximos dias, o que faz com que as sirenes da Defesa Civil continuem acionadas.

Mais de 500 bombeiros, com helicópteros, escavadeiras e cães farejadores, estão mobilizados para procurar os desaparecidos, enquanto a esperança de encontrar sobreviventes entre eles é cada vez menor.

Centenas de voluntários também foram ajudar, incluindo um grande número de moradores de bairros devastados.

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, regressou ao país de uma viagem internacional que realizou à Rússia e a Hungria, e sobrevoou a região de Petrópolis nesta sexta-feira.

Bolsonaro disse ter observado cenas de destruição equivalentes às verificadas em guerras e anunciou a intenção do Governo de transferir cerca de mil milhões de reais (173 milhões de euros) para ajudar na reconstrução da cidade. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project