ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cidade da Praia regista maior movimentação na véspera do Natal, mas comerciantes queixam-se de fraca venda 24 Dezembro 2019

As ruas e lojas da cidade da Praia estão movimentadas esta terça-feira, 24, por várias pessoas que fazem as compras para a tradicional Ceia de Natal. A maior azáfama verifica-se, sobretudo, na Avenida principal Amílcar Cabral, onde concentram grande parte dos comerciantes, alguns Minirmercados e vendedores ambulantes. Entretanto, a dinâmica económica é visível um pouco por toda a cidade, mas muitos se queixam de fraca circulação de dinheiro.

Cidade da Praia regista maior movimentação na véspera do Natal, mas comerciantes queixam-se de fraca venda

Tradições de Natal continuam a movimentar as ruas e lojas do Centro histórico da Cidade da Praia. Os preparativos para a época festiva continuam a movimentar as ruas e as lojas da Capital cabo-verdiana, que todos os anos, nesse período, registam o maior tráfego de pessoas e de viaturas para as compras natalícias.

O mês de Dezembro é, talvez, o mês mais esperado do ano porque, para além de trazer consigo a magia do Natal, as luzes nas ruas e as decorações nas ruas e lojas, têm um significado especial por ser uma data que une famílias, amigos e renova esperança e resgata o amor ao próximo.

Numa volta, que o Asemanaonline fez na manhã desta terça-feira, 24, às principais artérias do coração da cidade da Praia, pôde verificar uma intensa movimentação, tanto de pessoas como de viaturas, o que representa motivo de preparativos para a celebração da quadra festiva (Natal e Fim do Ano). Apesar desta movimentação, as pessoas se queixam de fraca venda e de pouca circulação de dinheiro.

Também, este ano, as ruas da capital cabo-verdiana vestiram-se de cores. Aliás, a Câmara Municipal local espalhou, um pouco por todo lado, luzes e decorações para alegrar esta época festiva. Entretanto, residentes também ajudaram a enfeitar as ruas e foram muitos que enfeitaram as janelas e varandas de suas casas.

Com as ruas praticamente iluminadas, as lojas no Plateau continuam a registar uma forte circulação de pessoas, que estão à procura de prendas, enfeites e ingredientes alimentares para assim assinalarem, conforme a tradição, mais um Natal que todos os anos é sentido com mesmo ritmo e movimento na capital do País.

Comerciantes queixam-se de um Natal fraco e sem vendas

Entretanto, a época natalícia costuma ser uma das melhores alturas de faturação no Plateau. Apesar de algum movimento registado, os comerciantes temem que esta possa ser uma destas piores épocas dos últimos anos. "O tempo até está bom, mas a falta de dinheiro dos cabo-verdianos e as concorrências não têm ajudado ao negócio. Dá a sensação de que não há Natal, que não há movimento, nem vendas", aponta Lee, uma comerciante chinesa do Minimercado Man, cita no Plateau, recordando que há cinco anos, as vendas e circulação de dinheiro eram muito mais e melhores.

A reduzida procura e dificuldades nas vendas são as principais queixas, dos vários comerciantes informais, apontando a crise financeira que o país atravessa como origem das dificuldades, mesmo em período de Natal. “A procura baixou em comparação com os anos anteriores, o que levou mesmo à redução de muitos dos nossos funcionários”, aponta Melanie, do Minimercado Universo.

Para Getrudes, vendedeira de verduras no Mercado Municipal do Plateau, este período de vendas tem sido muito lento, sem movimento como nos anos dois anos passados. ”Penso que a falta de dinheiro é devido ao período económico que vive o País e dos três anos consecutivos de seca. Todo o mundo diz que não tem dinheiro, apesar de os preços estarem muito baixos", explica.

Sob condição de anonimato, um empregado do “Grande Muralha” disse que o maior escoamento dos seus produtos está voltado para carros, brinquedos de séries.
«Não há aquela emoção toda de Natal como se registava nos anos anteriores. Os preços que temos são baixos, mas os clientes reclamam muito da falta de dinheiro”, conta à reportagem do ASemanaonline.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project