INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cimeira de Berlim concluiu sem solução clara para crise na Líbia 22 Janeiro 2020

A cimeira encerrou no domingo, 19, sem uma solução mas a principal anfitriã aponta a luzinha de esperança para a crise na Líbia. Ambos presentes em Berlim não se encontraram nem assinaram compromisso nenhum os chefes das duas facções, na Líbia dividida entre o governo reconhecido pelas instituições internacionais e os rebeldes liderados por Haftar.

Cimeira de Berlim concluiu sem solução clara para crise na Líbia

A conferência internacional que reuniu, na capital alemã, as delegações de onze países e de quatro organizações internacionais – a ONU-Nações Unidas, a União Europeia, a Liga Árabe e a União Africana – terminou com uma declaração conjunta para o cessar-fogo definitivo na Líbia.

Além disso, o documento assinado pelos presentes em Berlim sublinha que não haverá ingerência no conflito armado e que se fará o relançamento do processo político interrompido quando em abril o marechal dissidente Khalifa Haftar atacou a capital, Trípoli.

Os céticos dirão que é mais do mesmo: uma carta de intenções sem medidas concretas para atingir a lista de objetivos prometidos.

Outros concordarão com a chanceler alemã que, ao lado de Guterres, disse: "Avançámos um passo, pequeno mas importante".

Governo /Rebeldes presentes não assinam nem se encontram

Os dois líderes líbios presentes em Berlim, Faïez Sarraj, o chefe do governo de “acordo nacional” (GAN) sediado em Trípoli, e Khalifa Haftar, com a sede na região de Benghazi (a leste), não se encontraram, logo não houve faísca, Haftar não estragou a festa como havia acontecido em Moscovo, poucos dias antes.

A cimeira de Moscovo organizada por Putin e Erdogan tinha o objetivo de pôr no papel o acordo de cessar-fogo. Mas terminou no dia 13 sem Haftar que simplesmente deixou a cimeira numa saída sem aviso.
— -

Fontes: Le Monde/DW/BBC. Foto: A mesa-redonda ovalada frustrou as expectativas quanto ao almejado consenso, mas os anfitriões da reunião — Guterres e Angela Merkel (ao centro) — dizem-se otimistas sobre o futuro do "pequeno passo importante".

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project