POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Crise política na Câmara de Assomada: Presidente Beto Alves retira confiança ao vereador José Luís Semedo 21 Agosto 2018

Com o aproximar das autárquicas de 2020, a Câmara Municipal da cidade do Planalto entra numa situação da crise, cujas consequências políticas são imprevisíveis. O Presidente Beto Alves decidiu, no final da passada semana, retirar a confiança política ao, até agora, Vereador da Administração e Finanças, José Luís Semedo. Tudo, segundo o Edil, por causa do eleito Semedo ter entrado «numa clara linha de afrontamento ao Presidente, criando uma agenda própria, intrometendo-se ilegitimamente em assuntos da competência de outros pelouros e, inclusive, permitindo-se ultrapassar os respetivos vereadores».

Crise política  na Câmara de Assomada: Presidente Beto Alves retira confiança ao vereador José Luís Semedo

Praticamente a meio do mandato, a equipa camarária de Santa Catarina acaba de entrar numa crise com a retirada da confiança política ao Vereador da Administração e Finanças, José Luís Semedo. Mas o Presidente Beto Alves considera importante fazer alguns reajustes e acertar estratégias para levar a bom porto os compromissos eleitorais assumidos nas eleições autárquicas de 2016 e, desde logo, reforçar os laços de cumplicidade, solidariedade e unidade interna da equipa. «A retirada da confiança política ao Vereador José Luís Semedo surge neste contexto», fundamentou em comunicado remetido ao Asemanaonline.

Isto porque, « desde há alguns meses a esta parte, vinha sendo visível que o referido Vereador entrou numa clara linha de afrontamento ao Presidente, criando uma agenda própria, intrometendo-se ilegitimamente em assuntos da competência de outros pelouros e, inclusive, permitindo-se ultrapassar os respetivos vereadores, quer convocando reuniões, emitindo, ainda, um despacho de deslocalização de uma funcionária e inquinando as ligações com funcionários do Município, criando vários constrangimentos nas relações interpessoais. Relações essas que se devem pautar pela lisura e a urbanidade», justificou Beto Alves.

Para o Edil, o nefasto e reiterado comportamento do Vereador José Luís Semedo, entre outras, configura uma objetiva situação de deslealdade para com o Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, o que é inadmissível.

«Com a retirada da confiança política, o Pelouro da Administração e Finanças fica sob a tutela direta do Presidente Beto Alves, que vem, desde o início do mandato, acumulando os pelouros do Urbanismo e Cooperação Descentralizada», conclui a mesma fonte.

Entretanto, esta primeira crise da actual equipa camarária de Santa Catarina é de consequência politica ainda imprevisível, já que, o vereador destituído das funções que vinha exercendo estava, até ao fecho desta peça, a ainda por se pronunciar.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project