ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Combustíveis mais caros a partir desta quinta-feira 31 Julho 2019

Os preços de combustíveis estão mais caros a partir desta quinta-feira, com destaque para gasolina, Fuelóleo 180 e Fuelóleo 380, cujo aumento oscila entre 5,17% e 5,63%. Segundo a Agência Reguladora Multissetorial da Economia (ARME), a nova tabela é para vigorar durante o mês de agosto.

Combustíveis  mais caros a partir desta quinta-feira

A fazer fé na mesma fonte, a Gasolina passa a ser vendida a 128,30 ECV/L; o Gasóleo Normal, a 102,10 ECV/L; o Gasóleo para Electricidade, a 86,90 ECV/L; o Gasóleo Marinha, a 73,60 ECV/L; o Petróleo, a 89,70 ECV/L, o Fuelóleo 380, a 63,80 ECV/L, e o Fuelóleo 180, a 69,20 ECV/L. O Butano passa a ser vendido a granel por 119,20 ECV/kg, sendo que as garrafas de 3 Kg passaram a custar 340,00 ECV; as de 6kg, 715,00 ECV; as de 12,5 kg, 1.490,00 ECV e as de 55 kg, 6.556,00 ECV.

«Assim, no mercado interno, os preços do Gasóleo Normal, Gasóleo Eletricidade e Gasóleo Marinha aumentaram 3,65%, 4,45% e 4,55%, respectivamente, de Fuelóleo 180 e Fuelóleo 380: 5,17% e 5,63%, respetivamente; da Gasolina, 5,25%, do Petróleo, 4,91% e do Butano, 2,23%», refere o comunicado.

A ARME fundamenta que, de acordo com os dados publicados no Platts European Marketscan e LPGasWire, os preços médios dos combustíveis nos mercados internacionais, cotados em USD/ton, registaram subidas generalizadas durante o mês de julho, na ordem dos 5,03%, relativamente ao mês de junho.
,
«Por um lado, o mês de Julho registou uma subida das cotações do petróleo, período durante o qual os mercados reagiram em alta à perspectiva do anúncio de corte na taxa de juro de referência norte-americana, à redução nos stocks de crude dos EUA, à decisão de prorrogar o acordo OPEP+ até ao final do 1º trimestre de 2020 e à suspensão temporária da produção no Golfo do Mexico, devido a passagem da tempestade tropical Barry. Para além disso, os analistas seguem também com preocupação a tensão ainda sentida no Estreito de Ormuz, que pode condicionar o sector do lado da oferta do petróleo», fundamenta a reguladora.

Diz ainda a ARME que a cotação do último dia (útil) do mês de julho do câmbio EUR/USD, tendo como referência a BLOOMBERG (14 horas no horário de Frankfurt), evidenciou uma depreciação do euro face ao dólar dos Estados Unidos, em 1,94%, comparado ao câmbio do último dia do mês de junho, acentuando a subida do preço no mercado interno, tendo em conta que a matéria-prima é negociada em dólares.

Segundo a mesma fonte, os novos valores do parâmetro CP (Custo de Aquisição do Produto) e os correspondentes preços máximos de venda ao consumidor final dos combustíveis regulados passam a vigorar de 01 a 31 de agosto de 2019, conforme a tabela, em anexo.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project