ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Confrontos na economia entre as duas maiores potências mundiais podem ter reflexos positivos no desenvolvimento de Cabo Verde 09 Maio 2019

Durante uma palestra promovida esta quarta-feira, 08, pela Universidade Lusófona de Cabo Verde (ULCV), na Cidade da Praia, sobre “Confrontos na Economia Atual”, o economista, docente Universitário e comentador da economia na Rádio Difusão Portuguesa em África (RDP África) recomenda que países de rendimento baixo e médio como Cabo Verde, devem procurar financiamentos e aproveitar a presente conjuntura para fazer desenvolver a sua economia através da exposição de seus produtos no mercado internacional.

Confrontos na economia entre as duas maiores potências mundiais podem ter reflexos positivos no desenvolvimento de Cabo Verde

Para Jonvel Gonçalves, o evento aborda o mundo atual que se encontra perante conflitos económicos, não só ao nível das grandes potências, nomeadamente a China e os Estados Unidos da América, mas também acerca das médias potências, sobretudo ao nível de alguns países africanos das mesmas comunidades económicas.

Nesta ótica, o palestrante recomenda que os países desenvolvidos em conflitos e os que não estão envolvidos em conflitos, como Cabo Verde, façam uma boa gestão das atuais mudanças tecnológicas, no sentido de evitarem os “choques externos” e tirarem vantagens para todos.

Por considerar que a teoria neoclássica se encontra ultrapassada, ou seja, não se produz o suficiente de todos os bens para atender, simultaneamente a todas as necessidades, Jonvel é da opinião que hoje há excedentes de tudo à escala mundial. “O que se pode registar são défices deslocalizados que abrangem milhões de pessoas a nível mundial, tendo em conta a má distribuição de produtos e bens às populações. E, como forma de combater e minimizar a situação, este especialista em economia admite que os organismos internacionais, como o Banco Mundial, o FMI, o PNUD, o BAD estão dimensionados para gerir a “velha economia”, tal como ela está, e melhorá-la um “bocadinho” através de mecanismos e meios suficientes.

“Cabo Verde deve conhecer a realidade económica atual e analisar os confrontos da economia mundial para que possa determinar o nível da repercussão das alterações produzidas no quadro político e económico e conhecer os efeitos em termos da segurança. Aliás, os países pequenos como Cabo Verde podem aproveitar essa oportunidade de confrontos económicos entre as grandes potências mundiais e fazer desenvolver a sua economia através da exposição de seus produtos no mercado internacional, caso consiga financiamento para tal”, aconselha.

Já o docente e Presidente do Conselho Científico da Universidade Lusófona de Cabo Verde, José Carlos Gonçalves, considera que o tema da palestra tem muito interesse, não só para os académicos como também para os docentes. “É bom que todos conheçam o peso e os efeitos das duas grandes potências económicas mundiais, nomeadamente a China e os EUA, cujas consequências poderão ser graves para as economias dos países mais pobres, como é o caso de Cabo Verde. Daí, entendermos ser necessário o debate deste tema com o objetivo de alargar os conhecimentos no seio da comunidade académica acerca dos confrontos e a estabilidade da economia ao nível mundial”, conclui.

Sobre a alienação do Liceu “Cónego Jacinto” da Várzea

Questionado sobre a venda do Liceu “Cónego Jacinto” da Várzea, anunciada pelo Governo de Cabo Verde, aos EUA para a construção da embaixada, Jonvel Gonçalves assegura que perante a constituição de um capital à base da venda dos seus próprios bens, o país deverá ter alguma cautela e ponderação, tendo em conta a análise cuidada da contrapartida acordada. “Quando um país vende seus bens, parte do lucro adquirido através da compra deverá ser canalizada para outras actividades económicas para que se possa diversificar a economia, porque caso contrário o país corre sérios riscos e, por conseguinte, o comprador desenvolve a si mesmo e não ao vendedor”, conclui aquele académico.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project