INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Conjugicídio da 1ª-dama do Lesotho: Matador confirma que primeiro-ministro Thabane pagou $180 mil 12 Junho 2020

O primeiro-ministro do reino do Lesotho que se demitiu há três semanas, e graças às autoridades da África do Sul tem à sua espera um "exílio digno, compassivo e seguro", não é réu, mas esta quinta-feira a polícia alegou ter provas de que foi Thabane a dar instruções por telefone aos assassinos contratados.

Conjugicídio da 1ª-dama do Lesotho: Matador confirma que  primeiro-ministro Thabane pagou $180 mil

Maesiah Thabane detida de novo, desde a semana passada, está a pedir para sair sob fiança, "a fim de cuidar do marido doente".

Mas segundo as fontes, desta vez ela deve permanecer na prisão até ao julgamento. Acabaram as complacências para com a primeira-dama fugitiva que depois se entregou e foi libertada sob fiança (Lesotho: Mistério da morte da 1ª dama seguido de fuga da 2ª procurada pela polícia, 27.jan.020; Lesotho: Primeira-dama suspeita na morte da sua antecessora entregou-se, 07.fev.020).

180 mil dólares (18.460.000$ CVE)

Os dois executantes do crime receberam um total de 180 mil dólares, como relatou um deles que se tornou a principal testemunha da acusação.

Entre as revelações feitas por esse indivíduo, que saltou do lugar de réu para o de colaborador da investigação, está que no local do crime falaram ao telefone com Thomas Thabane para obter indicações certas sobre a residência da então primeira-dama Lipolelo Thabane. Pouco depois, ela era atingida de perto com vários tiros, quando regressava a casa ao anoitecer.

E a primeira-dama arguida?

Maesaiah Thabane, de 35 anos na altura do crime, foi este ano constituída arguida do crime de homicídio e até à semana passada esteve em liberdade sob fiança. Nas duas vezes em que esteve, em fevereiro, no tribunal de Maseru teve a acompanhá-la o marido chefe do governo.

Mas desde a semana passada voltou à prisão, onde ela deve permanecer até ao julgamento. As complacências para com a primeira-dama fugitiva, que depois se entregou e foi libertada sob fiança, parece que acabaram.

No entanto, a defesa alinhada sobre a necessidade de prestar cuidados ao octogenário pode ter ainda pernas para andar. A ver vamos.

Isto só em África? ...Mitos

A ideia de que todos os males acontecem em África, donde vem? Baseia-se na realidade?

Para responder há que olhar em volta, no planeta global. Os impasses nos Panama Papers, WikiLeaks, Fooball Leaks, para citar alguns.

O que acontece às denúncias de fraude, desvios de fundos públicos, corrupção revelados?

A investigação que demora anos e a ínfima parte que chega a um veredicto de acusação.

Covid-19 no Lesotho, o último país de África

O país esteve livre do surto de coronavírus até maio. O primeiro caso confirmado de Covid-19 registou-se a 17 de maio e concerne um trabalhador lesothiano de regresso da vizinha África do Sul. Até hoje (5ªfª, 11) o total é de 4 casos, dois ativos e dois recuperados.

— -

Fontes: BBC/DW.de/Lesotho Times. Fotos: O primeiro-ministro do reino do Lesotho demitiu-se a 19 de maio.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project