Comunidade

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Conversa interrompida — Prioridades: "Carnaval nem em agosto" 05 Setembro 2021

Ministro desmente ministro, compara-se o incamparável que é o Rio do Carnaval cancelado até 2022, e... Ribeirinha? Olha a justificação dimensional de que "seis meses não dá tempo para organizar!" — que é boa lá e não serve aqui.

Conversa interrompida — Prioridades:

A: Acho que no Paralelo-14, neste anno horribile, já ninguém com a sanidade toda vai defender que "Após a festa, morrer é nada" —

B: Chuta! Qual a novidade? —

A: A divergência: ministro desmente ministro —

B: Continua, que estou a ouvir —

A: Após os Mandingas que em bom siso viram que ’não dá’, ka ta da, ka ta da, Vicente disse que (ao contrário da foto assinada Notícias do Norte) não há Carnaval para ninguém!, e vem —

B: Onde tens a justa medida, o compare-se o comparável?! —

A: Deixa-me continuar: Vem Rocha dizer que não vê porquê a Praia não pode ter —

B: Também acho!, também Ribeirinha. E para exorcizar todos os demónios carnais corro com o expletivo Carni Vale/Adeus à Carne!—

A: Não te metas que os Mandingas é que sabem —

B: Voltas a ler sobre o Rio, do Carnaval cancelado até 2022 ... ? —

A: ? —

B: A parte do prefeito —

A: "Seis meses não dá tempo para organizar!"? —

B: Pois é!, olha bem que a justificação do prefeito carioca é o tempo que não têm para pôr de pé o maior Carnaval do mundo —

A: — E...? —

B: Onde tens a justa medida, o compare-se o comparável?! Se há algo que todos sabemos é que a capacidade de improvisar, o desenrascanço —

A: Queres um Carnaval feito em cima dos joelhos —

B: Passo essa parte, porque ia pedir muita dialética que não cabe aqui—

A: Vai logo ao alvo —

B: O busílis da questão é: a despartidarização do que é a planificação estratégica —

A: Ou seja —

B: A decisão tem de basear-se no que é melhor para cada população, tendo em conta o seu contexto —

A: ? —

B: Combinar as potencialidades das partes —

A: Agregar valor com o contributo que cada um tem de melhor —

B: Sentar-se para uma escuta ativa —

A: Saber o que levou cada um a propor o que propôs, a favor ou contra —

B: Toca a arregaçar as mangas, se não for para fevereiro pode até ser ’Carnaval em agosto’ —

Seis meses depois

A: Má pontaria. B! "Carnaval nem em agosto" —

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project