REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Coreia do Norte: Kim Jong-un reapareceu em público, segundo agência de notícias norte-coreana 02 Maio 2020

Três semanas depois de ter estado ausente da vida pública, Kim Jong-un participou na inauguração de uma fábrica de fertilizantes. O estado de saúde do líder da Coreia do Norte era desconhecido.

Coreia do Norte: Kim Jong-un reapareceu em público, segundo agência de notícias norte-coreana

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, terá feito a primeira aparição pública em três semanas. A notícia, segundo o Público, é avançada esta sexta-feira pela agência de notícias sul-coreana Yonhap que cita a televisão estatal da Coreia do Norte, que indica que Kim Jong-un participou na inauguração de uma fábrica de fertilizantes em Sunchon, em Pyongan do Sul. A informação ainda não foi confirmada por fontes não relacionadas com o regime norte-coreano e ainda não foram disponibilizadas imagens deste momento.

As especulações sobre o estado de saúde do líder norte-coreano tiveram início quando este não marcou presença nas celebrações do 108.º aniversário do avô e fundador do regime norte-coreano, Kim Il-sung, no dia 15 de Abril.

Conforme a mesma fonte, ainda esta sexta-feira, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recusou-se a comentar a suposta reaparição de Kim Jong-un. “Prefiro não comentar para já”, disse Trump, numa conferência de imprensa na Casa Branca. “Falaremos sobre o assunto numa altura mais oportuna”. O líder norte-coreano estava desaparecido desde o dia 11 de Abril.

Apesar de o secretário de Estado Mike Pompeo ter afirmado que os responsáveis norte-americanos na Coreia do Norte não terem “visto" Kim Jong-un há semanas, o Governo sul-coreano rejeitou sempre o cenário de doença grave – e até morte.

O ministro sul-coreano da Unificação, Kim Yeon-chul, responsável pela diplomacia com a Coreia do Norte, afirmou, prossegue o Público, no domingo passado que o Governo tinha recolhido as informações necessárias para dizer com confiança que nada de errado se estava a passar com Kim Jong-un.

Esta informação veio contrariar uma emissão da cadeia de televisão norte-americana CNN que, citando um responsável norte-americano, garantiam que os EUA tinham acesso a informações de que Kim Jong-un estaria “em estado grave” devido a complicações pós-operatórias.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project