NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Banco cabo-verdiano doa 6.600 máscaras à polícia e hospital da Praia 12 Maio 2020

O Banco de Fomento Internacional (BFI) anunciou hoje que vai doar 6.600 máscaras de proteção à covid-19 à Polícia Nacional de Cabo Verde e ao Hospital Agostinho Neto, na Praia.

Covid-19: Banco cabo-verdiano doa 6.600 máscaras à polícia e hospital da Praia

Em comunicado, a instituição explica que a entrega será feita na quarta-feira, nas instalações da empresa pública Emprofac, na Praia, destinando-se a apoiar “aqueles que todos os dias têm de sair de suas casas” para “cuidar e proteger”.

O donativo envolve 4.500 máscaras cirúrgicas e 350 máscaras PFF2 destinadas ao Hospital Agostinho Neto, além de 1.250 máscaras cirúrgicas e 500 máscaras PFF2 para o comando da Polícia Nacional.

“Os cabo-verdianos têm uma força do tamanho do mar que os abraça e, estamos certos, a resiliência crioula que vencerá mais este obstáculo”, enfatiza o comunicado do BFI.

Aquele banco é um dos quatro que operam em Cabo Verde com autorização restrita, apenas para clientes não residentes e considerados ‘offshore’ (que serão obrigatoriamente extintas até final do ano), tendo alterado recentemente os seus estatutos para exercer “comércio bancário em geral”, segundo documentos oficiais que a Lusa noticiou em março.

No relatório e contas de 2018 – o último disponibilizado até ao momento pela instituição – é referido que 49,3% do capital social do BFI é detido pelo empresário português José Francisco Casquilho Braz da Silva, cabendo ainda participações a Helena Maria de Saraiva Refoios Braz da Silva e a José Francisco de Saraiva Refoios Braz da Silva, cada um com uma quota de 19,98%.

As autoridades de saúde de Cabo Verde anunciaram hoje mais sete pessoas infetadas com covid-19, todas na cidade da Praia, elevando para 267 o total acumulado de casos da doença no país e acrescentando dois recuperados.

O número de doentes recuperados em todo o país mantém-se em 58.

Desde o início da pandemia em Cabo Verde, duas pessoas acabaram por morrer. Outros dois turistas estrangeiros também infetados regressaram aos países de origem ainda em março, pelo que permanecem ativos em Cabo Verde 205 casos de covid-19, todos internados e em isolamento.

No total, Cabo Verde já registou 267 casos de covid-19 desde que o primeiro doente foi diagnosticado, em 19 de março, distribuídos pelas ilhas de Santiago (208), Boa Vista (56) e São Vicente (03, todos recuperados).

A Praia (ilha de Santiago), com casos diários da doença, que totalizam já 204 diagnosticados em pelo menos 25 bairros da cidade, é o principal foco de preocupação das autoridades, por estar em situação de transmissão comunitária da covid-19.

As ilhas de Santiago e da Boa Vista, por concentrarem os casos de covid-19 em Cabo Verde, são as únicas que permanecem em estado de emergência, até às 24:00 de 14 de maio.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 286 mil mortos e infetou mais de 4,1 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Quase 1,4 milhões de doentes foram considerados curados. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project