ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde com mais duas mortes em São Vicente e Santiago e 40 novos casos nas últimas 24 horas 28 Janeiro 2022

Cabo Verde registou nas últimas 24 horas mais dois óbitos por covid-19, ocorridos em São Vicente e no Tarrafal de Santiago, num dia em que foram notificados mais 40 novos casos positivos e 82 recuperados.

Covid-19: Cabo Verde com mais duas mortes em São Vicente e Santiago  e 40 novos casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Inforpress que cita o boletim epidemiológico divulgado na tarde de hoje pelo Ministério da Saúde, do total de 817 amostras analisadas, resultaram 40 casos novos positivos dos quais 11 na Praia, 10 em São Vicente, cinco na Brava e três na Ribeira Brava.

Sal, Ribeira Grande de Santo Antão e Mosteiros notificaram dois casos cada e Santa Catarina de Santiago, São Lourenço dos Órgãos, São Filipe, Santa Catarina do Fogo e Porto Novo um cada.

Os dados realçam que um total de 10 dos 22 municípios do País não notificaram casos nas últimas 24 horas, tendo a taxa de positividade caído para 4,9 por cento (%), a mais baixa registada há mais de um mês.

Entretanto, com excepção da ilha da Boa Vista todos os 22 concelhos continuam com casos activos.

Segundo a mesma fonte, com a atualização de hoje, que aponta também para 82 recuperados, o País passa a contabilizar 614 casos activos, 54.579 casos recuperados, 395 óbitos - 38 óbitos por outras causas e nove transferidos -, perfazendo um total de 55.635 casos positivos acumulados.

O Ministério da Saúde aproveita para apelar às pessoas para que adiram à campanha de vacinação contra a covid-19 que está a decorrer em todo o país, para que todos possam estar protegidos o mais rápido possível.

Reforça também o apelo para que as pessoas cumpram o distanciamento social, usem máscara e pratiquem a higiene das mãos e demais recomendações das autoridades sanitárias, para evitar a propagação da covid-19, refere a fonte deste jornal.

A covid-19 provocou 5.625.889 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse, citado pela Agência Lusa.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A nova variante Ómicron, classificada como “preocupante e muito contagiosa” pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detectada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em Novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project