ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde contabiliza mais 83 casos em Santiago e total sobe para 7.155 infeções 12 Outubro 2020

Cabo Verde contabilizou mais 83 novos casos de covid-19, todos na ilha de Santiago, passando o país a ter um acumulado de 7.155 infeções desde 19 de março, informaram hoje as autoridades de saúde.

Covid-19: Cabo Verde contabiliza mais 83 casos em Santiago e total sobe para 7.155 infeções

Na habitual conferência de imprensa citada pela Lusa, na cidade da Praia, para fazer o ponto de situação da doença no país, o diretor do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças Prioritárias, Jorge Noel Barreto, disse que os laboratórios de virologia do país analisaram 309 amostras, referentes aos dias 07, 08 e 09 de outubro, dos quais 83 deram resultado positivo.

Todos os novos casos foram diagnosticados na ilha de Santiago, a maioria na cidade da Praia (61), mas também na Ribeira Grande (3), Santa Catarina (6), São Salvador do Mundo (3), São Domingos (9) e Santa Cruz (1).

No mesmo encontro com a imprensa, Jorge Barreto adiantou que nas últimas 24 horas foram dadas altas a mais 94 pessoas, passando o país a ter um total de 6.075 doentes considerados recuperados, 85% do total de casos já notificados.

Neste momento, referiu o porta-voz do Ministério da Saúde, há 35 casos suspeitos da doença em todo o país, 26 pessoas internadas nos hospitais que merecem uma atenção especial.

A maioria dos casos registados em Cabo Verde (70%) continuam a ser assintomáticos, prosseguiu Jorge Barreto, indicando ainda que a taxa de letalidade no país é de 1%, registando-se um total de 75 óbitos até agora.

Conforme a mesma fonte, com os novos dados, Cabo Verde passa a registar um acumulado de 7.155 casos de covid-19 desde 19 de março, dos quais 1.003 continuam ativos, representando 14% do total, ainda segundo o técnico de saúde cabo-verdiano.

Prevenção com a campanha eleitoral e abertura de escolas e voos internacionais

Na mesma conferência de imprensa, o diretor do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças Prioritárias voltou a apelar ao cumprimento das medidas preventivas, sobretudo na campanha eleitoral que arrancou na quinta-feira, sob pena de o país vir a ter um número exponencial de casos nos próximos tempos.

Além da campanha para as eleições autárquicas de 25 de outubro, a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima, disse que duas outras situações que requerem atenção das autoridades de saúde são o início das aulas presenciais no país, exceto na Praia, e a retoma hoje dos voos comerciais internacionais.

“Nunca é demais reforçar que tudo está nas nossas mãos. E o cumprimento das medidas preventivas é a única arma que temos neste momento”, mostrou a responsável institucional, afirmando, segundo ainda a Lusa, que as autoridades cabo-verdianas não querem um aumento acentuado do número de casos, depois do recorde diário atingido no domingo.

Relativamente aos voos internacionais, Maria da Luz Lima garantiu que todas as condições foram criadas para a realização do diagnóstico nos seis laboratórios de virologia do país, com um plano para seis meses, para evitar a rotura de stock.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e setenta e sete mil mortos e mais de 37,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project