ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde prepara vacinação dos residentes a partir de 45 anos 24 Maio 2021

Cabo Verde já vacinou 5,5% da população elegível com pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 e alargou hoje a inscrição a todos os residentes acima de 45 anos, foi hoje anunciado.

Covid-19: Cabo Verde prepara vacinação dos residentes a partir de 45 anos

De acordo com o anúncio feito pelo diretor nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto, na conferência de imprensa semanal de balanço sobre a progressão da covid-19 em Cabo Verde, 21.657 pessoas já tomaram desde 19 de março “pelo menos a primeira dose” de uma das duas vacinas (AstraZeneca e Pfizer) de que o arquipélago dispõe.

De acordo com o responsável citado pela Lusa, trata-se do equivalente a 5,5% da população elegível (cerca de 395.000 das 550.000 habitantes no arquipélago, excetuando crianças), incluindo 4.108 profissionais de saúde, neste caso mais de 92% do total.

“A vacinação está a decorrer sem sobressaltos, sem constrangimentos maiores”, garantiu Jorge Noel Barreto.

Cabo Verde deverá receber ainda este mês 31.200 doses da vacina contra a covid-19 pelo mecanismo Covax e espera 300.000 doses fornecidas pela China, para acelerar em junho o processo de vacinação, disse à Lusa, na sexta-feira, o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário.

“A partir de hoje vamos alargar a inscrição para vacinação para as pessoas com idade igual ou superior a 45 anos que estejam a residir em Cabo Verde”, disse o diretor nacional de Saúde.

Este processo de inscrição vai decorrer até 08 de junho, em paralelo com os restantes grupos prioritários previstos no plano nacional de vacinação contra a covid-19, que inclui elementos da Forças Armadas, da Polícia Nacional, do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros, professores, trabalhadores do setor do turismo e doentes crónicos.

Conforme a mesma fonte, Cabo Verde já tinha recebido 24.000 doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca em 12 de março e 5.850 da Pfizer dois dias depois, no âmbito do mecanismo Covax, iniciativa fundada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que visa garantir uma vacinação equitativa contra o novo coronavírus.

Através do mecanismo Covax, Cabo Verde tem atribuídas mais 80.000 doses de vacinas da AstraZeneca.

Em 14 de maio, Cabo Verde recebeu de Portugal uma doação de 24.000 doses de vacinas também da AstraZeneca, pelo que a garantia de entrega nos próximos dias de mais 31.200 doses é um “bom sinal”, segundo o ministro da Saúde.

Na conferência de imprensa de hoje, Jorge Noel Barreto revelou ainda que a taxa de incidência acumulada de casos de covid-19 a 14 dias passou de 727 por cada 100.000 habitantes, no período de 26 de abril a 09 de maio, para 501 por cada 100.000 habitantes, de 10 a 23 de maio.

“No cômputo geral houve uma diminuição, podemos dizer, considerável da taxa de incidência acumulada, que é uma informação bastante positiva”, destacou o diretor nacional de Saúde referido pela Lusa.

O responsável acrescentou que nos últimos 14 dias foram feitos 19.502 testes à covid-19 no arquipélago e detetados 2.821 novos casos (média diária de 202 novos casos), contra as 21.647 amostras e 4.093 novos casos (média de 293 novos casos por dia) no período anterior (26 de abril a 09 de maio).

“Podemos reparar então que houve uma diminuição da taxa de positividade, o que é uma informação muito positiva”, sublinhou.

Segundo os dados apresentados por Jorge Noel Barreto, há 36 doentes com covid-19 internados em oito hospitais do arquipélago, correspondendo a uma taxa de ocupação, à data de hoje, de 40%, entre os quais três casos em estado grave.

Cabo Verde regista um acumulado de 29.411 casos de covid-19 desde 19 de março de 2020 (quando foi diagnosticado o primeiro infetado no arquipélago), distribuídos por todos os 22 municípios das nove ilhas habitadas, com registo de 258 mortes por complicações associadas à doença.

O arquipélago regista hoje 1.947 casos ativos de infeção e soma 27.189 casos considerados recuperados, conclui a fonte referida.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.465.398 mortos no mundo, resultantes de mais de 166,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project